domingo, 21 de outubro de 2012

A corrida ao supermercado e a lembrança de quando fazíamos compras juntos


Essa corrida maluca ao Supermercado Guanabara me fez lembrar o tempo em que fundei a primeira associação de moradores de classe média do Rio de Janeiro, na Rua Lauro Muller, em Botafogo, na década de 70.

Ali, em 1977, moradores de dez prédios e da Vila Benjamin Constant decidiram ir às compras juntos.  Toda sexta-feira, íamos em dois caminhões ao Ceasa e voltávamos à noite com dez toneladas de frutas, legumes, frangos e ovos.

Estávamos comprando onde o feirante comprava.  Quando chegávamos, 14 grupos de voluntários se encarregavam de ensacar os produtos na praça junto aos prédios, para que, já de madrugada, fizéssemos o repasse pelo preço que havíamos comprado. Os voluntários só tinham como compensação o direito de comprar na frente.

Aqueles eventos, que tiveram ampla repercussão e chegaram a ser imitados por outras associações no âmbito da Famerj,  envolviam pessoas da classe média, inclusive muitos militares,  quase todas da reserva, que moravam no 96, um prédio financiado pela  Carteira de Crédito do Clube Militar. Pelo menos três generais da reserva participavam do nosso mutirão. Um deles, o general Cabral, cearense como eu, coordenava o grupo das folhas, cujo principal trabalho era fazer os molhos de cheiro verde.

A corrida ao Guanabara  mostra que a população quer comprar mais barato, até porque a alimentação está subindo muito de preço.  Houve muita confusão no primeiro dia e não foi só na Taquara.  Na filial da Barra, clientes contaram pelo Twitter que um idoso foi agredido por um jovem numa disputa por um carrinho de compras. E ninguém conseguia estacionar.

É verdade que os tempos são outros, mas vale a pena refletir sobre um sistema de compras conjuntas, que começou na França, na década de 50, quando criaram em  1954, em Paris, a FNAC - essa mesma que você conhece ali no Barra Shopping- cuja sigla quer dizer Federation Nationale d'Achats des Cadres - Federação Nacional de Compradores.

"Corria o ano de 1954 quando surgiu a primeira loja FNAC (Federation Nationale d'Achats des Cadres) em Paris, mais precisamente na Rue de Sebastopol.
O conceito foi criado por dois amigos, André Essel e Max Théret, e, inicialmente, a FNAC atuava exclusivamente como um clube de compras, onde apenas os associados podiam beneficiar das vantagens oferecidas pela marca".

Se você tiver curiosidade em conhecer a história desse grupo francês, veja clicando aqui:

Bem, se você quiser, podemos conversar discutir essa maneira de unir exclusivamente os moradores da Península num sistema de compras. Muitos, aliás, já estão usando os sites de compras conjuntas, que viraram uma febre ultimamente.

7 comentários:

  1. Achei muito interessante mesmo a sua iniciativa junto com outros moradores de, no passado, efetuarem as compras juntos! Grande ideia de socialização e de cidadania, além da economia para todos.
    Gilson
    Enviado através do e-mail peninsula@pedroporfirio.com

    ResponderExcluir
  2. Apenas para informação: no Supermercado Carrefour, é possível comprar todas as ofertas anunciadas pelo Guanabara pelo mesmo preço baixo. E sem a confusão.
    Pesquisem, pois como a maioria dos supermercados "cobrem as ofertas dos concorrentes no caixa", eles acabam baixando o preço do produto para evitar demora nos caixas e a tal Promoção de Aniversário do Guanabara recai em todos os mercados.

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics