quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Placa com excesso de proibições

Moradora fotografa placa no Green Park e manifesta indignação com
 excesso de proibições da Assape


Fatos & Fotos



Nesta placa não há nenhuma indicação de que as proibições são provisórias, como
alega um leitor, nem que se referem apenas ao nini-golfe, como deduz uma leitora.

Indignada, moradora fotografou placa da Assape com proibições como forma de melhorar o gramado. Veja o que ela escreveu:

"Olha a nova da ASSAPE.
Colocaram isso no GREEN PARK, quer dizer, estamos proibidos de utilizar 80% dos parques, já que é quase tudo grama.

Não podemos mais passear com os cães, as crianças precisam jogar bola apenas na terra que é quase nenhuma, crianças menores que estão aprendendo a andar de bike, precisam andar na ciclovia etc etc etc.

A Lagoa, local maravilhoso, cenário de cartão postal, recebe turistas o tempo INTEIRO e lá as crianças andam de bike e skate no gramado, os cães passeiam à vontade, as pessoas fazem piquenique , jogam bola etc. Nunca vi a Prefeitura lançando uma placa proibindo as pessoas de usufruírem um pouco da natureza e da beleza.

Quem a ASSAPE pensa que é ???? Desde qdo ela tem autoridade para proibir alguma coisa dessas ? Só atenderei quando colocarem essa placa com a marca da PREFEITURA, pq eles sim podem nos proibir de usufruir de local público.

Desculpem o desabafo, mas está mto difícil. RIDÍCULOS !"

Mande você também sua foto para peninsula@pedroporfirio.com 
Tanto pode ser para criticar, alertar,  elogiar ou simplesmente mostrar. O importante é sua participação.

51 comentários:

  1. Exatamente isso. E digo mais: querem tanto proibir, que o parque daqui a pouco vai virar um bando de cantos cercados, como fizeram com a parte de trás da igreja, q agora ninguém mais entra, só os ratos, gambás e gatos p defecarem, pq nem os funcionários vão p aparar a grama. Um lixão no meio desse condomínio de luxo de última geração. Só rindo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que foi por isso que a Assape cercou os terreninhos da Rua dos Jacarandás, os tais curraizinhos ?

      Excluir
    2. Fernando, à época um funcionário que estava cercando disse q iam fechar pq aquilo era da igreja e queriam deixar limpo e os cães estavam entrando lá e fazendo cocô. Não adiantou nada, pq está uma imundície do mesmo jeito.

      Brunna

      Excluir
  2. Por que não colocar os parques em uma enorme redoma de vidro ou transformá-lo em um museu? Seria mais honesto.

    ResponderExcluir
  3. Sugiro que mande foto desse lixo para o blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro que frequente o parque.

      Excluir
    2. Aproveita enquanto não está proibido fotografar huahauhauahau

      Excluir
  4. Vamos lançar um movimento para desassociação em massa da Assape!!! Chega de pagar por um lugar que não é nosso e ainda por cima somos proibidos de usar! Que a Carvalho Hosken arque com a manutenção de tudo, pois é tudo dela!!! Bando de safados!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos eleger conselheiros em nossos condomínios comprometidos com os MORADORES e não com os incorporadores!!! Os incorporadores já tem seus representantes (+ _ 1 terço). Chega de conselheiros pau_mandados!!

      Excluir
  5. Assape, você me mata de vergonha.

    ResponderExcluir
  6. Quem paga, manda. Se a carvalho quer mandar, então que pague! Simples assim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode crer!

      Só na península que quem paga tem que obedecer rsrsrs...

      Excluir
  7. José Roberto Pires7 de fevereiro de 2013 12:22

    O blog do Porfírio tem tudo para ser um ótimo espaço para discussão dos problemas da Península, permitindo a troca de idéias.

    Mas as pessoas estão abusando do anonimato. Nesse rumo, dificilmente o blog vai manter a credibilidade.

    A continuar assim, vai virar apenas um espaço de desabafo...

    Desassociação em massa?

    Desculpem... mas essa é a idéia mais absurda que já ouvi. Quem vai conservar as trilhas e os parques? Quem vai manter as quadras? Quem vai nos prepresentar perante o poder público? Quem vai manter a segurança da Península?

    Se a Assape de hoje não faz isso da forma que achamos correto, que lutemos para mudar a Assape... mas não para acabar com ela, certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José,

      Boa tarde. Moro na Península desde 2008. Minha avaliação da ASSAPE: Péssima para os moradores. Não nos representa, e, na minha opinião, existe para impedir que os incorporadores gastem muito dinheiro aqui enquanto eles tem que contribuir. Hoje, esse valor é 1/3.

      A transição de SCAP para ASSAPE foi muito pouco transparente. SCAP era uma OSCIP, ASSAPE é uma associação. 2 coisas muuuito diferentes mas que foram tratadas como uma simples mudança de razão social. Houve uma mudança de natureza com implicações sérias e ficou por isso mesmo.

      O sistema atual de "comando" da Península é ruim. O Conselho Comunitário também não representa adequadamente os moradores. As incorporadoras tem seus conselheiros mas diversos conselheiros comunitários não houvem seus representados, votando de acordo com interesses diferentes.

      AS AGEs, AGOs, reuniões são conduzidas de forma pouco democráticas. Vamos lá só para ouvir. Quando queremos falar, colocamos nome na lista, temos que seguir ordem do dia. Já osconselheiros, os nossos funcionários da ASSAPE e membros da falam quando querem, gritam e fica por isso mesmo. E, na hora de votar, aprovam o que querem com esse sistema esquisito do conselheiro ter centenas de votos. Vide a última AGE do fundo de reserva (absurdo!!). E porque um proprietário não pode mandar representante? Parece que é contra o código civil.

      Em assuntos que "dão trabalho", a Península é logradouro Público. Quando interessa, é com a ASSAPE. Assim é fácil, não é?

      E, para mudar isso, o que fazer? A maioria das pessoas não quer se envolver. Observo o quorum nas reuniões, é minímo. É muito difícl, o dia-a-dia não deixa a maioria participar e a minoria se perpetua. A única maneira de começar a mudar seria eleger conselheiros comunitários comprometidos em defender o interesse dos moradores. Por outro lado, os incorporadores, de forma covarde, usam o voto das unidades que possuem para ajudar aqueles que os defendem. Como o quórum é baixo, geralmente conseguem.

      Ou seja, por essas e tantas outras, acho justo se falar em desassociação. Alguém é obrigado a manter associado? E o art 5o., XX da Constituição Federal - "ninguém poderá ser compelido a associar-se ou a parmanecer associado"? A Península tem muito mais características de loteamento do que condomínio.

      Conservação de trilhas e parques = muito ruim, nem podemos levar nossos filhos para brincar, viu a placa? Aliás, gostaria de alguns esclarecimentos sobre a empresa Maria Saúcha (prefiro não citá-los aqui)
      Quadras = não uso, não conheço, não posso falar
      poder público = só o voto pode mudar alguma coisa. Nossos representantes são Prefeito, Governador, Deputados, Vereadores,.. O resto é figuração.

      Caminhos a passos largos para virar um amontoado de prédios. E, grande parcela de culpa, é da ASSAPE. Eles não conseguiram propiciar um cenário de integração, comunidade, juntar as pessoas, criar esse sentimento,... Pelo contrário, prefere o confronto, a agressão (ex: a revista de novembro e sua nojenta matéria "fatos e boatos").


      Desculpe, ficou um pouco longo.

      abs

      Rodrigo

      Excluir
    2. Corrigindo, desculpem:

      CAMINHAMOS a passos largos para virar...

      Excluir
    3. É assim que mudamos uma associação que não ouve os seus associados: nos desassociando e só retornando quando eles passarem a oferecer e lutar por coisas realmente importantes e não por cenários falsos que só servem para fazer bonito para os possíveis futuros compradores.

      Ninguém tem obrigação de pagar essa taxa da Assape. Quem deveria manter tudo isso é o poder público, pois já pagamos e muito para eles fazerem isso: limpeza, segurança e conservação do meio ambiente. Pago duas vezes para ter esses serviços bem meia boca.

      Com o dinheiro que a Assape arrecada isso aqui deveria ser impecável. Na segurança (não impedindo de ir e vir, mas com funcionários competentes que pudessem colaborar analisando quem entra e sai) e na limpeza (não permitindo que fique tanto lixo espalhado por aí: resto de comida dos funcionários, bagunça de final de festa, cocô de cachorro etc).

      Talvez aqui fosse bom. Há algum tempo e as pessoas continuem vivendo dessa imagem, mas já não é mais. Se é que já foi.

      Brunna.

      Excluir
    4. *Talvez aqui fosse bom há algum tempo...

      Brunna

      Excluir
  8. Essa é a Península "O paraíso para se morar".

    Vamos todos vender nossos imóveis, enquanto existem compradores, e comprar na esquina do Eike Batista, pelo menos teremos tudo.

    Aqui na Península tudo passou de uma ilusão. Deveria mudar de nome de Península para Carvalho Hosken.

    Fomos enganados quando compramos nossos imóveis.

    Não podemos usar o gramado, não podemos estacionar, não podemos usar os quiosques, não podemos fazer churrasco, não podemos e não podemos.

    Logo, me vejo apenas dentro do meu apartamento sem nada em volta. É melhor voltar para Ipanema então.

    Assape, deveria se chamar ASSAPONE - Associação dos Amigos de Porra Nenhuma.

    Aonde está o Governo que não faz nada?

    Cadê o Ministério Público???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou "ASSAIPE" (associação amigos dos incorporadores da Península)

      Tá ruim para os moradores mesmo

      Excluir
    2. Volta para seu cafofo em Ipanema e vai fazer churrasco de gato na P. Nossa da Paz.... E pede para seu Governo ou Ministério Publico ajuda-lo a achar uma vaga para seu carro e a fazer uma festa na frente do quiosque na praia.

      Excluir
    3. Amigo anônimo, quer dizer que morar em Ipanema é ruim? GZUIS, é cada uma!

      Excluir
  9. Caro Pedro,

    Eu concordo com o absurdo da placa, se ela realmente foi colocada ali para proibir o uso do gramado dos parques, mas pelo que entendi é que esta placa está proibindo a circulação no mini golfe. O problema é que a ASSAPE é péssima em comunicação! Eu não duvido que seja isso, pq não tem lógica a outra opção! O próprio palco do baile de carnaval infantil foi montado em cima de um gramado. Será que não é só aquela porcaria de golfe? Se for isso, o golfe estava um lixo mesmo, com a grama toda ferrada. A ASSAPE precisa esclarecer melhor isso.

    ResponderExcluir
  10. site sensacionalista! o povo nao vai se deixar enganar ! a proibição é temporária para a manutenção da grama ! Tem muita gente querendo cargos publicos a custa dos bobos que acreditam em tudo que leem. Ate do terreno que pertence a igreja eu já li pessoas cobrando da Assape uma posição. Gente, acorda ! Na calada da noite tem muitos jornalistas inflando os moradores para uma guerra inexistente! Se o poder publico vir um dia a administrar a peninsula, voces irão ver logo uma escola municipal no green park! é isso que desejamos? reflitão !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, vc não sabia que existe a obrigação de ser montada uma escola pública aqui? Esse papo de que o Carvalho negociou com a prefeitura e não terá mais é balela. Pode até conseguir isso um dia, mas não conseguiu ainda. E sabe pq? Pq a península é terra de poder público, baby e não da Assape, como muitos pensam.

      Acordaaa!!!!!!

      Excluir
    2. Isso é o quê? Desespero? Só por que estamos informando? Só por que estamos sendo lidos e estimulando a participação ativa? Não podia? Tinha que ser tudo blindado? Escondido dos moradores? Tudo para ser assimilado mansamente, por cidadãos OBEDIENTES?
      Todos os que administram recursos e a confiança de uma coletividade devem ser transparentes. Devem receber críticas e reclamações como contribuições. São exigências dos dias de hoje. Errou, faz a "mea culpa" e pronto.
      Quem se pretende inquestionável, quem acha que pode fazer as coisas como lhe aprouver,como se fosse o dono de uma empresa para a Península, não deve assumir responsabilidade em uma sociedade plural, para a qual todos contribuem.
      Conselho de quem fundou em 1975 a primeira associação de moradores de classe média no Rio de Janeiro - a ALMA, da Rua Lauro Muller, em Botafogo.

      Quem, aliás, tem um livro a respeito - O PODER DA RUA - da Editora Vezes, infelizmente esgotado, com prefácio do grande poeta Carlos Drummond de Andrade, que se apaixonou pela experiência comunitária vivida naqueles idos, quando vizinhos paisanos e militares num cantinho de lucidez da cidade, descobriram a "pedra filosofal" do convívio amigo e fraternal.

      Excluir
    3. Corrigindo: EDITORA VOZES e não Vezes

      Excluir
    4. Realmente tem muita gente que ainda não saiu da Matrix criada pelos incorporadores, lamentável seu comentário Anônimo.

      E cargos públicos é para quem é amiguinho, vivem na ASSAPE, saem em fotos com políticos, empresários aliados do poder vigente, são conselheiros comunitários eternos.

      Até onde sei, o terreno da igreja foi doado pela Carvalho Hosken para Arquidiocese do Rio de Janeiro (por iniciativa do próprio carvalho). Aliás, nada do que nós, moradores, usamos (parques,...) é da ASSAPE, é tudo da Carvalho Hosken. O patrimônio da ASSAPE é R$ R$3.350,70 (balancete).

      Busque conhecimento, anônimo. O vizinho não sabe da missa 1 terço...

      Excluir
    5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    6. Pela primeira vez vi-me obrigado a excluir um comentário, por sua característica de agressão pessoal nominada. Espero que quem posta comentário aqui saiba usar de sua liberdade com o mínimo de responsabilidade. Principalmente quem o faz como anônimo. E evite baixar o nível, o que vai acabar afetando a força acumulada de nosso blog.

      Excluir
    7. Sr Pedro Porfirio, estou com o Jose Roberto Pires, acredito que desta forma ira para o descredito, nunca havia entrado nesta área e após ler alguns comentários, realmente desanima, pois pelo pouco que ´participei da ASSAPEm inclusive na virada da SCAP, não foi isto que presenciei, na realidade todo o processo, e acredito que o Sr saiba disto foi feito por moradores e não pelos incorporadores, em nenhuma reunião vi a posição da Carvalho na pessoa do Felipe quando era presidente ser de qualquer forma ditatorial etc.... acerdito que quando temos o anonimato falamos o que nao teriamos coragem se assim não fosse, então de forma a dar cerdibilidade e poder ser um espaço de discussão saudavel, acho que somente que se identifica deveria poder participar.

      Carlos Fialho

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Reflitão ? Será que significa refletir muito? Pelo amor de Deus. É por isso que é essa bagunça. Ou seria bagunssa? Ih, tô ficando analfabeto. Rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reflitão é refletir no futuro!

      Excluir
    2. Eu reflitarei
      Tu reflitarás
      Eles reflitarão

      ou

      Eu reflito
      Tu reflites
      Eles reflitam

      Não existe reflitão!!

      Excluir
  13. é que nois que gosta da ideia dus onibus, agente num tem muito estudo, se tivece estudado ia andar igual a doutor de motorista!

    ResponderExcluir
  14. Pessoal, brincadeiras e sacanagens à parte, na hora que os prediozinhos comerciais (quatro) previstos para serem construídos nos chiqueirinhos que a Assape na calada da noite cercou a mando do empreiteiro mor da península forem finalmente erguidos, a Assape pode acabar, pois isto vai ficar pior que o Parque das Rosas. Qual o sentido de ter prédios comerciais nos fundos do nosso quintal e manter uma portaria na entrada? Já era !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernando,

      Acredito que acaba antes pois, pelo andar da carruagem, esses lotes serão os últimos. Ou seja, os incorporadores nem vão ligar para isso aqui, preocupados em faturar na Península 2 e outras arapuc...empreendimentos.

      Apesar de também não concordar, já sabia do projeto quando vir morar aqui (2008). Algum mapa apresentado indicava que esses lotes seriam comerciais com poucos pavimentos. Vamos ver.

      Rodrigo

      Excluir
  15. vai estudar meu amigo:Direito de Propriedade

    Direito de propriedade

    Noções Gerais:
    “É garantido o direito de propriedade” (art. 5º, XXII da CF). O direito de propriedade é um direito individual e como todo direito individual, uma cláusula pétrea.

    O direito de propriedade é tão importante que já aparece no “caput” do artigo 5º. – “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes” (art. 5º, “caput” da CF).

    “A ordem econômica, fundada na valorização do trabalho humano e na livre iniciativa, tem por fim assegurar a todos existência digna, conforme os ditames da justiça social, observados os seguintes princípios: II propriedade privada; III função social da propriedade privada” (art. 170, II e III da CF).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que a península está cumprindo com a sua função social?

      Excluir
    2. Apenas como informação: os 2 parques não são da ASSAPE. Eles são da Carvalho Hosken. Será que ela vai transferir para ASSAPE?? ahahahahaha

      Excluir
    3. Isso não pode ser possível. Essa informação está equivocada.

      Excluir
  16. Sei não..mas acho que sem a administração da ASSAPE poderia ser pior.
    Se com lixeirinhas e sacos plásticos ainda deixam dejetos nas ruas e calcadas fica obvio que são alguns moradores que precisam se educar.
    O trajeto Centro obviamente devera sair..por praticidade e desejo de todos.
    A segurança aumentou, notei nas cancelas o pedido das senhas.
    E a manutenção dos parques e trilhas esta impecável..tirando as cobras rsrsrsr
    Mas enquanto isso no Leblon que custa o dobro acontece isso:
    http://portaldoleblon.com.br/2013/02/07/amaleblon-cobra-das-autoridades-mais-seguranca-para-o-leblon-video-inedito-de-assalto-no-leblon/

    ResponderExcluir

  17. O direito de se associar ( e de se desassociar) é protegido constitucionalmente e o Supremo TRibunal Federal já decidiu inúmereas vezes que " Ninguém é obrigado a se associar ou a permanecer associado Inteligência do art. 5º, XX da Constituição Federal".

    Queremos uma ASSAPE que represente os interesses dos moradores e não dos incorporadores, com comprometimento, transparência ,de forma democrática e sem autoritarismo.

    Hoje não é isso que está acontecendo.... vide o que ocorreu na última AGE em que se permitiu que fossem utilizados recursos do fundo de reserva, para cobrir uma dívida decorrente da inadimplencia de um condomínio, dívida essa que irá continuar pelos próximos meses.

    Em qualquer empresa, em nossas casas, se, por, algum motivo, os recursos diminuem, buscamos fazer uma reorganização do orçamento, mormente quando sabemos que nos próximmos meses a situação não irá se modificar. Não saímos tirando dinheiro da poupança, porque daqui a 6 meses precisarems fazer isso novamente e novamente...

    Esperamos que a ASSAPE repense sua forma de agir e tratar os moradores. Ou muitos de nós irão se desassociar !!!!!!

    ResponderExcluir
  18. O que é proibido é sermos assaltados e mortos, por falta de segurança. Oque é proibido é a sujeira que as ruas vivem com restos de quentinhas espalhadas pelo chão e outras coisas mais, caçambas com lixos saindo com agua parada, transmitindo DENGUE.Isso e uma série de outras coisa erradas é que são proibidas, porque pagamos muito caro a ASSAPE e o retorno é mínimo.

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics