segunda-feira, 8 de abril de 2013

Briga de trânsito na entrada da Península quase tem desfecho fatal

Médico morador, que prestou socorro com outros colegas, lamenta a omissão do pessoal da segurança


"Deparei-me com um rapaz de mais ou menos 30 anos de idade, deitado no asfalto em frente ao Fit com uma poça de sangue atrás da sua cabeça; eu nos meus temores mais íntimos logo pensei ( meu Deus, é um tiro), mas logo pude constatar que se tratava de uma tentativa de atropelamento. O rapaz estava numa discussão de trânsito na entrada da península e o outro motorista derrubou-o no chão com o carro e fugiu. Tremenda selvageria".

Dois dias antes, à tarde, havia uma patrulha da PM em frente ao Fit
O relato do médico José Antônio Matos Páramo, morador do Fit, esclarece o incidente da noite deste domingo, dia 7 de abril, em frente à portaria 1 da Península,  ao mesmo tempo em que acrescenta mais um condimento insólito à crônica da violência que bate á nossa porta e que não deixa de acontecer mesmo com a presença de viaturas da PM nas proximidades.

Tão grave quanto esse conflito de trânsito, que poderia ter degenerado em morte,  foi a OMISSÃO INEXPLICÁVEL do pessoal da segurança. "Mais uma vez ninguém da nossa segurança (Assape) se aproximou para isolar o local até a ambulância chegar. Outro morador é que isolou a área com seu carro que ora entrava na Península" - narrou José Antônio.

Até que ele nos enviasse espontaneamente os esclarecimentos elucidativos sobre o incidente,  moradores de vários condomínios já trocavam e-mails e mensagens no Faceboock acreditando numa tentativa de assalto.

Bombardeada por ligações desde cedo, a Assape publicou em seu "blog oficial" uma nota de esclarecimentos, que só fala dos motivos da ocorrência.  Reproduzida no Faceboock de um grupo de moradores, a nota não foi o bastante para dissipar o clima de comoção que se abateu sobre todos.
O morador que divulgou a nota fez um comentário meio amargo: "É neste bairro de GENTE DIFERENCIADA, gente rica, comunidade NOBRE e de pessoas com espírito pobre, sem noção, sem limite, sem caráter, com total falta de vivência em sociedade, que pensa somente em si, em seu próprio benefício, que estamos vivendo. Parabéns pelo espírito de cidadania e solidariedade apresentado. Digno de uma sociedade de altíssimo padrão".
Um relator confortante da solidariedade
No entanto, o relato do médico José Antônio fala de voluntários que acorreram ao local do incidente, sem medir riscos, a fim de prestar solidariedade à (s) vítima(s). Veja o que ele me escreveu, às 10h56m da manhã desta segunda-feira:
"Caro Pedro, 

Ontem à noite por volta das 21 horas, nós moradores do Fit, mais uma vez tivemos nossos corações atemorizados com gritos de uma jovem desesperada na portaria da península (acesso 1) gritando para abrirem os portões. 

Como estamos vivendo nesta rotina de tiros, arrastões, minha mulher logo gritou "é tiro". Imbuído do meu sentimento de Hipócrates, já que sou médico, tirei meu pijama, troquei de roupa e desci para tentar ajudar alguma vítima que pudesse estar necessitando de ajuda.

Deparei-me com um rapaz de mais ou menos 30 anos de idade deitado no asfalto em frente ao Fit com uma poça de sangue atrás da sua cabeça, eu nos meus temores mais íntimos logo pensei ( meu Deus, é um tiro), mas logo pude constatar que se tratava de uma tentativa de atropelamento. O rapaz estava numa discussão de transito na entrada da península e o outro motorista derrubou-o no chão com o carro e fugiu. Tremenda selvageria. 

Quando cheguei, a mãe do rapaz que era médica prestava os primeiros socorros. Logo após minha chegada outra colega médica (Dra. Heloisa) moradora do Fit também chegou àquela cena. Graças a Deus meus mais íntimos temores não se confirmaram e pudemos constatar que o Leonardo já havia recuperado os sentidos, quando prontamente nossa querida ambulância do Corpo de Bombeiros chegou e atendimento seguiu com a remoção para o HMLJ.

Pedro. Você não imagina a alegria de perceber que não era mais uma tentativa de assalto no entorno da nossa querida Península, mas não deixo aqui de protestar contra a selvageria do asfalto, infelizmente cheia de maus motoristas e de monstros que se equipam com suas máquinas mortíferas.

Mais uma vez ninguém da nossa segurança (Assape) se aproximou para isolar o local até a ambulância chegar. Outro morador é que isolou a área com seu carro que ora entrava na península. 

Nossos sentimentos estão à flor da pele, mas minha mulher, eu e meu querido Henrique de 3 anos pudemos dormir tranquilos e de alma lavada, por saber que apesar destas violências que nos assolam ainda encontramos almas humanas imbuídas em ajudar ao próximo. Obrigado a todos que puderam ajudar neste socorro e que Deus abençoe este jovem para que se recupere logo. Infelizmente não tenho como te dar os dados de que prédio era a vítima, mas isso é com você já que investigação é com jornalista. 
Desculpe o email longo. 
Abcs, continue nos brindando com este espaço de desabafo. 
DEUS te abençoe e te ilumine. 
José Antonio Matos Páramo, MD"
Mobilização de todos pelas redes sociais

Na parte da manhã, uma moradora postou uma mensagem junto ao grupo, pedindo que todos estivessem atentos para não permitir que o policiamento suma de novo:
 "Caro grupo, estou criando este tópico para que todos e cada um do grupo possam informar como está o policiamento no entorno da Península. E, caso tenha diminuído, ou venha a diminuir, nós possamos COBRAR da ASSAPE e , inclusive, dar subsídios a esta para que faça o devido requerimento junto às autoridades.

A idéia é que se vc viu uma patrulinha da PM um veículo da segurança da ASSAPE, poste através de COMENTÁRIO o dia e horário. Se vc constatou que não há nenhum policiamento em determinado horario, POSTE TAMBÉM! Assim teremos um histórico, feito pelos moradores, sobre o policiamento! Um abraço a todos!"
O CORREIO DA PENÍNSULA está inteiramente aberto para todos os moradores, que poderão se manifestar também através do nosso e-mail peninsula@pedroporfirio.com.
Ao agradecer o relato enviado pelo médico José Antônio Páramo,  consultando se podia publicar sua mensagem na íntegra, identificando o autor, frisei o que repito a todos: "Isso demonstra a confiança dos nossos moradores e amigos na seriedade, na lisura e na utilidade do nosso blog".

35 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Pedro, boa noite. Lamentável este incidente ocorrido dentro de um "condomínio fechado". Publiquei no Facebook esta nota de repúdio porque não consegui me conter, após ler inúmeros comentários da "alta realeza" se dizendo contra o transporte, questionando "gente que sabe Deus como conseguiu comprar um apartamento aqui na Península" e outras barbáries que não vale um parágrafo nesta história. Com certeza a Assape falhou na questão da segurança, mas o problema neste caso é muito maior e muito mais grave do que atacarmos apenas a associação.

    É inadmissível aceitar que pessoas estejam mutilando umas as outras DENTRO DA PRÓPRIA RESIDÊNCIA!!! Então agora, além de termos que nos trancafiar dentro de casa após às 21 horas por conta dos assaltos que estão sendo praticados no entorno da Península ainda teremos que cuidar para que "riquinhos malucos" não saim atropelando pessoas dentro de nossas casas? Está tudo errado!!!

    Imagina se neste momento de fúria, este insano ser acabasse matando este outro motorista? Ou então resolvesse passar por cima de nossos filhos, cachorros, etc?

    É revoltante, para não dizer REPUGNANTE!!! Que este infeliz seja punido e preso pela tentativa de homicídio e que as pessoas que aqui moram, tenham a noção exata do real significado de viver em sociedade.

    Desculpe o "post amargo" no Facebook, mas acho que só com a política do choque para que as pessoas se deem conta do que realmente significa DEMOCRACIA, EDUCAÇÃO, CIDADANIA e SOCIEDADE.

    E como sempre, parabéns pelo blog!
    Flávia Giacinto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Antes de fazer insultos aos outros, julgue melhor saber o que aconteceu, pois eu vi o acidente e as coisas não foram bem isso, então muito cuidado com as palavras

      Excluir
  3. Tainá Lopes - Saint Martin8 de abril de 2013 20:23

    Olá Pedro, a violência (no trânsito ou em qualquer outra situação) me assusta a cada dia mais. Parece uma frase clichê e, com certeza, bastante repetitiva, mas é a mais pura verdade. Mudei-me para Península em 2009 com as expectativas da maioria das pessoas que aqui moram: viver em um lugar tranquilo. Infelizmente, entretanto, a violência bate à nossa porta. Quero acreditar que a maioria dos moradores daqui são pessoas de bem e que casos como esse sejam a exceção a regra. Tomara que nossa voz seja ouvida através deste meio de comunicação e que juntos possamos consolidar uma comunidade mais forte e unida.
    Gostaria de participar do grupo no facebook também, como faço?

    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  4. Entra no grupo REAIS AMIGOS DA PENÍNSULA, no facebook.

    ResponderExcluir
  5. Vi a cena toda da minha janela .Dois carros parados paralelos com os passageiros discutindo,sai então 2 jovens do carro prata em direção ao carro preto e começam a agredir o "carro" , o carro preto anda um pouco para frente , nisso 1 dos jovens senta no capô do carro preto impedindo que este andasse, porém a cancela se abre e o motorista do carro preto acelera e sai em velocidade carregando o garoto no capô do carro , em seguida só escuto uma gritaria , e depois vejam que o garoto que estava em cima do carro caiu e se machucou . Nao sei o motivo inicial da briga , só. Sei que todos se acham melhores superiores , impunes , incapazes de dialogar CIVILIZADAMENTE , afinal convivem em um mesmo espaço possivelmente são vizinhos ?.Onde esta a civilidade das pessoas , foi uma selvageria de ambas as partes !,, O menino se machucou então nossa maior preocupação no momento é a saúde do menino. Passado o calhor da confusão fica o questionamento ? Precisava da atitude de ambos ? Poderia ter sido evitado ? Um vigia da portaria poderia ter intervindo já que a briga foi bem em frente, Fica aí um esclarecimento dos fatos , sem saber dos motivos !, a cena como realmente aconteceu ,.sem heróis , mas com pessoas negligentes com a propria segirança e segurança alheia afinal varias pessoas estavam nos carros ao lado , é um condominio , onde as pessoas imaginam que estão entre pessoas de bem !,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. caro anônimo, vc está corretíssimo em suas colocações. Eu não presenciei a cena mas tive absoluta certeza que sendo uma briga de trânsito nunca não existe o "coitadinho" na situação!!! nesse caso ficou claro que independente do que tenha acontecido antes, a atitude do que acabou se machucando denotou também um ato selvagem, incivilizado e que obviamente não poderia terminar bem...se o outro não tivesse arrancado, teria que forçosamente sair do carro e haveria luta corporal com certeza, pois era o que o outro estava provocando. Assim, sem pré-julgamento ambos foram irresponsáveis, inconsequentes...e que cada um responda pelo que fez!!!

      Excluir
    2. Como sempre, nada melhor que uma testemunha ocular e isenta. Não se deve, como já estava acontecendo, considerar o motorista atropelador como o único errado.
      O importante, na verdade, é que algo aconteceu antes e chegou-se a esse desfecho violento e desnecessário. Ainda mais entre vizinhos!

      Excluir
    3. Eu e meu filho estávamos no carro logo atrás da cancela. Foi um atropelamento intencional. As pessoas disseram que o motorista do carro que atropelou é morador. Ele saiu em disparada. Gostaria de saber se foi identificado, pois a polícia perguntava ao segurança quem era ele mas o segurança dizia que não sabia quem era. E as câmeras? Era realmente morador?

      Excluir
  6. Prezado PEDRO,

    Tenho acompanhado atentamente todos os assuntos postado por você no seu blog, bem como o desdobramento que eles provocam em forma de comentários por diversos moradores. É claro que faço minhas próprias análises sobre estes assuntos, porém tenho preferido manter-me afastado da discussão pública, para não incendiar ainda mais os ânimos, que por parte de vários moradores já ultrapassou o limite do respeito às divergências de ideias e, principalmente aos membros da Diretoria e do Conselho Comunitário da ASSAPE, do qual honrosamente passei a fazer parte desde setembro do ano passado, na condição de Síndico do RESIDENCIAL BERNINI.

    Ao participar da minha primeira reunião, em outubro de 2012, passei a ter contato com os demais Conselheiros, sendo que alguns, mesmo não sendo Síndicos foram igualmente eleitos para representar seus Condomínios no Conselho Comunitário da ASSAPE, que legalmente é o seu órgão máximo e onde são tomadas as principais decisões que afetam o dia a dia dos moradores da PENÍNSULA, sempre depois de ampla e democrática discussão por todos os membros do Conselho presentes às reuniões.

    Posso garantir que as pessoas que compõe tanto a atual Diretoria quanto o Conselho Comunitário, que não recebem qualquer tipo de remuneração direta ou indireta por essas funções, estão imbuídas das melhores intenções e dedicam parte de seus tempos (quase todos têm suas próprias atividades profissionais) aos assuntos da ASSAPE, e por esse motivo ficam sujeitas às críticas dos demais moradores quando estes discordam das decisões tomadas por este Conselho. Até aí, vejo com naturalidade estas críticas, pois quem exerce cargos eletivos deve ter a consciência dos riscos de sua exposição pública. Entretanto, não posso concordar, e porque não dizer aceitar, que alguns moradores, que preferiram ficar acomodados no conforto de suas residências ao invés de assumirem a responsabilidade se elegerem membros deste Conselho, venham através deste blog dísparar críticas infundadas, desrespeitosas e generalizadas àqueles que fizeram a opção de participar ativamente deste Conselho.

    Como em qualquer modelo democrático de organização social, as pessoas que compõe as entidades que tem a responsabilidade de dirigir os destinos da comunidade em que estão inseridas são eleitas pelos demais membros para tomar as decisões que entendam ser as melhores para todos, entretanto, quando alguém não concordar com algumas destas decisões tem o direito, e deve exercê-lo, de expor essa discordância, mas desde que de forma educada e dentro dos melhores princípios da razoabilidade, pois do contrário o que pode se estar colocando em cheque é a honra e a moral dos membros do Conselho Comunitário e da Diretoria da instituição ASSAPE, da qual, querendo ou não, TODOS OS MORADORES DA PENÍNSULA fazem LEGALMENTE parte.

    Desculpe por ocupar seu blog com uma manifestação longa, mas depois de ler neste mesmo fórum tantas críticas ofensivas e comentários desrespeitosos aos Dirigentes e Conselheiros Comunitários da ASSAPE, decidi - e faço questão de dizer que não estou falando oficialmente em nome de nenhuma destas entidades - fazer as minhas considerações.

    Um abraço,

    SILVIO IZOTON
    Conselheiro Comunitário
    Pelo RESIDENCIAL BERNINI


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Silvio

      Seu comentário está exposto a todos, com a liberdade que é condição essencial do nosso blog.
      Mas não entendo por que você o está postando na matéria sobre o incidente de trânsito, que quase teve um desfecho trágico. Você não gostou das críticas à omissão da segurança da Assape no caso?
      Só apelo aos demais parceiros e leitores que não entrem em polêmica com você sobre sua eloquente defesa da Assape, a fim de não desviar o foco da questão crucial, que é a total sensação de insegurança que só não afeta aqueles que, como você citou, têm equipes contratadas e carros blindados para protegê-los.
      Cordialmente, com um grande abraço fraternal e amigo.

      Excluir
    2. Boa tarde Silvio.

      Acredito que dentro da Assape haja uma multiplicidade de pontos de vistas e até de interesses. Contudo, acho que existe um certo exagero por parte dos leitores do Blog em querer demonizar a Assape e jogar todos os problemas de segurança no colo de uma associação de moradores.

      O fato é que a Península, finalmente, foi descoberta. Agora a cidade (de Deus)do rio (das pedras?) sabe que existe este cantinho. A segurança ainda é precária, mas colocar na conta da Assape problemas de segurança ostensiva no entorno da Península é um pouco demais. A Assape pode e deve agir, mas lembrem-se que a criminalidade é um mal urbano, com motivos sociais e de responsalidade do estado. Assape não tem poder de polícia e é bom que seja assim, pois no final das contas, nós somos a Assape.

      Quanto a intolerância dos motoristas, fica o alerta: a intolerância deles é a mesma que existe dentro da nossa comunidade, em diversos níveis. Intolerância entre os grupos pró e contra o transporte é só um exemplo.
      É isso. Parabéns pelo Blog.

      Excluir
    3. A assape funciona como cabide de emprego!!! Não ajuda em nada e o condominio peninsula esta totalmente degradado não temos segurança e a conservação e HORRIVEL.

      Excluir
    4. "TODOS OS MORADORES DA PENÍNSULA fazem LEGALMENTE parte"

      Opa, legalmente ou obrigatoriamente? Tenho direito de sair da ASSAPE se desejar?

      Excluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi excluído apenas por ter sido a repetição do anterior, assinado por Sílvio Izoton. Isto é, o autor o postou duas vezes, talvez incidentalmente.

      Excluir
  8. Os dois são bandidos nesse caso. Conheço pessoas amigas da vitima e parece que o dito cujo tem uma longa história de confusões no transito. Claro que nada justifica o ato, mas estamos falando de dois bandidos. e assape não tem nada a ver com isso.

    ResponderExcluir
  9. cho q as pessoas estão ficando cada vez mais desequilibradas, o stress diário com trânsito, assaltos etc. estão mexendo com as emoções das pessoas. Eu vi esse episódio, é lamentável

    ResponderExcluir
  10. C. Raphael Zajdenwerg9 de abril de 2013 19:31

    Prezado Sr. Pedro Porfirio,
    Leio sempre com grande interesse seu informativo, e quero comentar a respeito do atropelamento de ontem a noite:
    Inicialmente fico imensamente feliz porque a vitima não morreu e espero que possa identificar o criminoso para este ser processado e punido conforme ele merece.
    Quanto ao pessoal que controla o acesso na entrada da Península fica evidente que não são treinados para prestar um serviço organizado e confiável .
    Dependemos somente da capacidade humana e isto, por melhor que seja, não basta para garantir um controle eficiente das pessoas e dos veículos.
    Penso que deveria ter um sistema com chip identificando todos os veículos dos moradores, do tipo utilizado nos pedágios ou estacionamentos, e gravar em video o movimento dos mesmos.
    As cancelas estão muitas vezes com defeito e basta eu declarar: MORADOR para ter acesso na entrada.........
    Isto parece uma piada !!!!!!!!
    O assunto merece um estudo serio !
    O problema vai se agravar com o crescimento de nosso espaço.
    Nossa segurança poderá ser sonho do passado transformado em pesadelo se não fizermos o necessário desde já.

    Voltando ao tema SEGURANÇA & ORGANIZAÇÃO, sugiro façamos consultas a especialistas para projetar um sistema eletronico disciplinado o movimento, acesso e saida,
    da Peninsula.
    Acho que mesmo o melhor pessoal encarregado é sujeito a falhas involuntarias e surpreendentes.
    Temos de investir antes que a situação fique mais incontrolável de que já está.

    Cordialmente ,
    C. Raphael Zajdenwerg
    Edifício LIFE

    ResponderExcluir
  11. Caro Pedro, em primeiro lugar, gostaria de parabenizar você por esse espaço tão democrático e de grande utilidade para toda a comunidade da Península.

    Gostaria de dizer, também, que faço parte de um dos grupos fechados em que foi publicado o post acima, onde se pede que os moradores informem sobre horários em que foram vistas viaturas da PM e ou carros da ASSAPE.

    Segue o histórico do policiamento nos dias 08/04 e 09/04, obtido através dos comentários realizados até a data de hoje (foram suprimmidos os nomes para garantir a privacidade das pessoas).

    Continuaremos ATENTOS e mobilizados até que uma solução adequada seja disponibilizada de forma definitiva para o nosso condomínio!!!!!!!

    C M P- 08/04 6:50 - vi carro da PM entre a portaria 01 e 02 do Península;

    A C L - Dia 08/04 - vi carro da PM entre a portaria 01 e 02 do Peninsula e um carro da seguranca Assape no sinal do O2 as 7:30am;

    J R - Hoje por volta das 9:45 estava a viatura do península e da PM posicionadas na saída do Península e no sinal do O2;

    E R - Hoje às 10:50 havia apenas uma viatura da ASSAPE próximo ao sinal do O2;

    A C L - Hoje 12:30 apenas o carro da assape no sinal do O2 e a viatura da PM entre a portaria 1 e 2 !! So uma perguntinha os 300 mil de investimento p seguranca foi p isso ???

    F D - 08/04- 22:03hs acabeis ver 2 viaturas paradas perto da entrada do O2 bem próximo a entrada social e outra fazendo uma ronda na lateral do O2 onde os ônibus ficam estacionados;

    A C L - Ontem no dia 08/04 as 18:00 nao tinha carro da policia muito menos da seguranca do condominio em ambos os pontos;

    A C L - hoje 09/04 as 7:30 ambos carro da policia e carro da seguranca estacionados no sinal do O2;

    E R - às 12:50 do dia 09/04 apenas viatura da PM;

    E R - Às 15:00 do dia 09/04, além da viatura da PM em frente ao O2, havia também uma viatura da CET RIO em frente a portaria principal;

    J R - Cheguei as 16:00 horas e PM estava la no sinal;

    F D - Olá! 19:54 e vi duas viaturas na entrada!!

    F D - e na entrada de moradores um carro de segurança da Peninsula;

    Claudia Martins


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia.
      Excelente esse relato. Agora há pouco, vi no grupo dos Reais Amigos da Península um comentário sobre uma possível ocorrência esta noite, com a presença de várias viaturas policiais. Quem souber o que exatamente aconteceu, o espaço está aberto para todos.

      Excluir
  12. Já perceberam como a cancela de visitantes abre bem mais rápido que a dos moradores com o controle?! Fico imaginando como o "segurança" consegue fazer as perguntas básicas do tipo: Para onde vai? Anotar a placa do carro?! Identificar o motorista! Antes mesmo que eu consiga aperta um botão de avre e fecha depois da "mãozinha" aparecer. Será que sou tão lerda assim?! Duvido!

    ResponderExcluir
  13. Porfirio,

    O blog oficial da peninsula é o SEU !!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado. Sua manifestação me deixa muito feliz, consciente do nosso trabalho profícuo numa cidade viva como a Península, embora o nosso CORREIO seja formalmente "não oficial".

      Excluir
    2. Também concordo!! Esse sim é o blog da Península!

      Excluir
  14. Esse blog deveria se chamar "A Voz da Península" ( = a Voz da Comunidade, do Rene Silva, do alemão).

    Realmente você representa a voz dos moradores da Península.

    Parabéns pelo espaço democrático e pelo excelente trabalho que vem desempenhando!

    ResponderExcluir
  15. As pessoas tem uma mania muito feia de falar e julgar os outros sem realmente saber o que ocorreu. Não conheço nem a "vítima" e nem o "agressor", mas acho realmente muito desagradável ficar aqui chamando as pessoas de bandidos ou playboys sem ao menos saber o que se passou. Tem que se haver cuidado, pois famílias entram aqui e não gostariam de ver ningúem sendo chamado de bandido, ainda mais se as pessoas saberem o que aconteceu. Portanto, muito cuidado pq um dia a vítima de comentários sem embasamento pode ser você

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics