domingo, 21 de abril de 2013

Carro vira na Avenida das Acácias e assusta moradores que temiam o pior


Para quem foi ver, motorista não teria exposto a própria vida se tivesse respeitado a placa de 30 Km


A tarde amena de 24 graus na Avenida das Acácias, no coração da Península,  foi abalada por um  acidente de carro, que ofereceu uma pincelada berrante ao painel de eventos insólitos que nos acometem nestes dias recentes.

Aparentando 50 anos, o motorista identificado por um terceirizado da Assape como Halid Haddad, que seria morador do Monet,  perdeu o controle do seu Ford Edge branco, uma das grandes vedetes da montadora, fabricado no Canadá com  os requisitos de segurança de última geração, e capotou espetacularmente.

O relógio batia 4 da tarde quando o veículo não conseguiu fazer a curva de 60 graus a uma velocidade bem superior aos 30 km previstos na placa postada a dez metros dali.

Embora o carro de teto solar tenha virado, o motorista, que estava sozinho, saiu ileso pela janela e não atingiu nenhum outro carro, nem atropelou ninguém, o que se pode atribuir a um pouco de sorte: logo naquele ponto há um retorno e uma travessia para quadras de tênis, muito usadas principalmente nos fins-de-semana.

Os moradores do Royal Green foram os primeiros a ouvir o barulho do acidente e muitos desceram para prestar socorro. Menos de meia hora depois a moradora Carla da Graça Izidro postou a primeira foto do carro virado, feita do alto, na página do grupo Reais Amigos da Península, que reúne moradores de todos os condomínios.

Quase em seguida, Brunna  Hooper, moradora do Península Way, repassou a notícia para outro grupo. Em minutos,  moradores de outros prédios estavam lá para ver a “novidade”.

Uma pequena aglomeração se formou, com a interdição da rua e alguns moradores passaram a fotografar e filmar a cena preocupante.

Duas viaturas do 31º BPM chegaram quase no mesmo instante de uma ambulância do Corpo de Bombeiros. As pessoas passaram a pressionar para que a polícia esclarecesse se o motorista acidentado havia ingerido bebida alcoólica.  Nesse caso, ele estaria sujeito à punição da Lei Seca. Os policias informaram que não dispunham do bafômetro e, como não havia vítima, nada poderia ser feito a não ser o registro do acidente pelo próprio motorista para pleitear cobertura do seguro.

O impacto do acidente

Essas pessoas, no entanto, estavam muito impactadas pelo acidente e diziam que nada teria acontecido se o carro tivesse feito a curva em baixa velocidade. Por isso, chegaram a impedir o motorista de abandonar o local no veículo da filha.

Com a chegada de uma oficial do 31º BPM e após algumas discussões entre amigos do motorista e algumas pessoas mais indignadas, o próprio concordou em ir fazer o registro a bordo de uma blazer da PM. Ás cinco e quarenta o veículo já havia sido desvirado pelo reboque, que saiu do local às cinco e cinquenta.

Uma lição para todos

Ao publicar a reportagem sobre o acidente, o CORREIO espera que os moradores façam uma reflexão a respeito. As vias da Península são dotadas de quebra-molas e placas de sinalização em condição de prevenir acidentes de trânsito.

Algumas pessoas comentavam o desconforto da cena: o protagonista do acidente, que foi no mínimo imprudente, não era um adolescente, mas um cidadão maduro, que deve ter muita experiência ao volante.  Podia estar de cabeça quente como se falou, mas não tinha nenhuma razão para infringir as normas básicas de direção num espaço com tanta movimentação de pedestres.

Pode ter sido esse o primeiro acidente de repercussão até pelo estado que ficou seu carro. Mas não é raro ver veículos transgredindo as velocidades demarcadas e fazendo ultrapassagens imprudentes.

Que esse caso, felizmente sem vítima, sirva como um inibidor de condutas irresponsáveis.
  

75 comentários:

  1. Mais um motorista irresponsável de muitos que temos aqui no condominio. Todos os dias saio para caminhar de manha cedo (muitas vezes com meu filho) e ja passei por varias situações de perigo devido aos carros em alta velocidade que nao respeitam os pedestres.

    Em um pais serio o motorista em questao teria sido preso em flagrante.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Esse não foi o primeiro acidente com repercussão. Há dois anos atras um Honda CRV bateu e destruiu um poste e quebrou sua suspensão. Quem dirigia era uma senhora que inicialmente havia quase batido na guarita de entrada. Esse é o reflexo de uma sociedade, onde as pessoas acreditam em seus direitos...mas esquecem seus devers
    Sinceramente Eduardo Veras

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Moradores do peninsula, meu nome é Caroline Haddad filha do Walid Haddad, motorista em questão. Venho por meio desta falar da vergonha que sinto da comunidade em que me encontro. Como uma das primeiras moradoras daqui vi varias batidas de carros, e nenhuma com tanta repercussão quanto a do meu pai, mas isso não vem ao caso, o que vem ao caso foi que eu presenciei, uma sociedade com sede de barraco, não sei nem como expressar e falar o que eu vi.

    ResponderExcluir
  6. Sim, meu pai virou com o carro, sim meu pai cometeu o "crime" de atropelar uma arvore, não, não atropelou uma criança ou idoso, ou um ser humano, ou ate mesmo um animal. Apenas cometeu o crime de atropelar uma arvore por distração ao procurar o celular (como ja afirmado acima pelo escritor, meu pai estava de cabeça quente devido a demora do almoço o que gerou uma discussão familiar).

    ResponderExcluir
  7. Moradores do peninsula nunca esquecerei a cena de ver uma multidão ao praticamente "linchar" meu pai ou minha familia, posso descrever a cena com uma frase do policial que nos atendeu ao falar com o perito " Sr. pareciam povo da favela, e ele (meu pai) parecia que tinha cometido um crime".

    ResponderExcluir
  8. Moradores do península "sinto" em lhes informar que vocês cometeram o crime de difamação, calunia, e expuseram a imagem do meu pai e do carro em que me encontro sem minha permissão ( direito a imagem), e o condominio faltou com o dever de ordem publica. "
    Sobre as alegações dadas por vocês venho a informar que tenho a resposta para todas .

    ResponderExcluir
  9. Como "pedido"/exigido por vocês em favor da "ordem publica" meu pai foi a delegacia, ato que não era necessario pois como dito pelo policial a lei não exige que o condutor que sofreu danos por si e sem vitimas compareça a delegacia. Fomos a delegacia devido ao alto clamor publico. Na delegacia nos mandaram ir ao IML , para fazer o exame, e com muita felicidade venho a informar que o exame deu ZERO para etanol, e quanto a alta velocidade da qual acusaram meu pai, venho a lhes informar que apesar do carro não ter seguro, tem rastreador via satélite (para os leigos, esse demostra a velocidade, localização e trava o carro em caso de roubo), foi demostrado que meu pai não estava em alta velocidade. Mais uma vez para os leigos, meu pai não capotou com o carro, e sim virou, sim, um carro alto não tem tanta estabilidade, dito esse inclusive pelos bombeiros, que estavam pasmo com a atitude exacerbada dos moradores de "classe media alta" da barra da Tijuca.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por favor, poderia informar qual a velocidade apontada pelo rastreador?

      Excluir
    2. Não deveria ter a consideração de te responder, tendo em vista que você não teve nem a decencia de colocar o nome. Como não tenho nada a esconder, meu pai se encontrava a 46km/h, velocidade considerada pela maioria pública compatível com uma via pública. Hipócrita é quem diz que anda a 30km/h.

      Excluir
    3. Hipócrita é você por se sujeitar a uma vergonha como esta. Eu não ando a 30 km/h e sim a 15 Km/h neste condomínio. SEU PAI É UM IRRESPONSÁVEL!

      Excluir
    4. Vc diz que estava a 46km/h mas cade a comprovação ? Não tem como ter um acidente desses em baixa velocidade!

      Excluir
    5. Caroline, obrigado pela resposta.

      Excluir
  10. Sobre as outras alegações não tenho o que falar, apenas agradecer por terem chamado a minha mãe de branca de neve (ca entre nós, não é pra qualquer uma ser uma princesa da disney). Sobre a outra alegação dada ao meu pai sobre ter 50 anos, não ele não tem, mas vocês quase acertaram, ele tem 48 anos, sim ,ele fala enrolado, não, não foi pela dita bebedeira caluniosa dele, e sim por ele ser libanes. Sobre a alegação de fulga como ja dito antes, meu pai não tinha necessidade de ficar no local como ja afirmado acima (dito pelos policiais), mas mesmo assim ele ficou, peguei o carro não para a "fulga" e sim pois ele é cardiaco, queria que ele sentasse no ar condicionado longe da multidão criada por vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ele é cardíaco como diz, melhor procurar um psiquiatra. Isso vai ajudá-lo a diminuir o stress e não tombar um carro em um condomínio fechado.

      Excluir
  11. É com uma imensa tristeza que eu não tive cabeça de pegar o nome dos moradores os quais me afrontaram e difamaram o meu pai, então responderei de forma generica e peço desculpas pros que não mereciam ler o que escreverei. Querida moradora morena que seguiu meu pai ate o toalhete que afirmou que meu pai estava subornando o policial, se é da sua laia tomar tal atitude, na minha criação isso é inaceitável, pena não ter pego ou ter te filmado como você fez, só queria ter seu nome agora, espero sinceramente que você me de o prazer de ir comigo a delegacia , pois o policial não teve atitude na hora, devido a situação. Então apareça.

    ResponderExcluir
  12. A moradora com a criança no carrinho, sinceramente te entendo parcialmente.
    Aos demais que estavam na multidão vaiando, admiro a hipocrisia de vocês.
    Peço perdão por talvez não conseguir me colocar nesse pequeno texto, e também por não escrever com tantas palavras eruditas como a do morador que fez essa redação.
    Agradeço imensamente ao escritor do texto acima pelos nomes dados.
    Boa noite.

    ResponderExcluir
  13. Desculpe mais uma vez vim falar aqui, mas ao ler novamente o texto tão bem elaborado, deixei passar um detalhe. Sr. Jorge Rosa, meu pai não quis fugir em momento algum, mesmo com a minha insistencia em obedecer uma ordem policial, na qual pedia para ele ir embora, e acabar com o carnaval feito por alguns idôneos moradores do peninsula, como ja dito apenas me preocupei com a saúde dele, e para a infelicidade de alguns, ele não cometeu nenhum crime para tal atitude. Tal ato exigido por alguns moradores, apenas me fez perder um sábado na delegacia, o que me deixou triste pois ja tinha planos, mas fico feliz em saber que alegramos o sábado de alguns moradores que ali se encontravam com sede de barraco. Os que ainda quiserem continuar com esse carnaval, procurem se informar na lei, tenho um vade mecum aqui (para os que não sabem vade mecum é um "livro" que reúne todos os códigos, e leis). Novamente boa noite.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu pai tomba um carro em uma rua de condomínio fechado e você relata que "o ato exigido de alguns moradores apenas te fez perder um sábado na delegacia" e que você tinha planos???????????????????? É, agora entendo porque seu pai capotou um carro em um condomínio fechado. Tá explicado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  14. Acho que pela ultima vez hoje, venho a responder o anonimo acima. Primeiramente, muito facil apontar o dedo para os outros anonimamente, sinceramente autor do comentario em anonimo, penso que para escrever sobre qualquer coisa o senhor ou a senhora deveria ter a coragem de se expor, ja que esta expondo o seu comentario sobre outra pessoa. Comentario esse sem fundamento pois como ja dito acima o walid haddad não havia bebido ou estava a uma alta velocidade como comprovado pelo perito e pelo satélite respectivamente. Não sei o senhor ou a senhora dirige, mas quem dirige esta exposto a acidentes. Alias o fato de você esta vivo ja é um risco. E quanto ao seu comentario sobre em um pais serio haver a possibilidade de ser preso em flagrante, me apresente um, pois eu ja tive a oportunidade de viajar por alguns paises, e nunca e nem na faculdade em que curso direito ouvi na possibilidade de se prender um motorista por bater sem causar vitimas ou danos maiores , e esse motorista bater estando em seu discernimento total. Eu escreveria diretamente para o senhor ou a senhora se houvesse colocado o seu nome, então apenas boa noite anonimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem dirige está exposto a acidentes???? Não. Quem dirige, dirige por si próprio e pelo outro. Isso se chama RESPONSABILIDADE. Com muitos, mas muitos anos de direção, nunca passei por um acidente deste tipo.

      Excluir
  15. Sr. Jorge Rosa , mostrando o video postado pelo o senhor para a "Branca de neve", me deparei com o titulo, não sei como se diz, imagino que seja titulo mesmo, me deparei com o titulo, "fugindo do flagrante "? Serio ? Esse literalmente nos fez rir sr jorge. Obs: por lei o condutor podia ter ido embora. E para a senhora com a voz enjoada do video, moradora indonea, meu pai não cometeu crime algum, o que cai entre nós, ja ta ficando enjoado tentar consertar as ignorancia de alguns moradores. Um conselho pessoal meu, ou como diz o autor do artigo "uma lição para todos nós", não falar do que não se sabe, ou não acusar sem ter provas, ou não apontar o dedo pois existem três apontando para nós, ou quem tem teto de vidro não atira pedra no dos outros, e por ai vai os ditados populares que nesse caso deveriam ser escutados. Boa noite novamente.

    ResponderExcluir
  16. Carla da Graça Izidro22 de abril de 2013 01:15

    Levei uns 10 minutos e não quase meia hora para postar pq primeiro cheguei a janela para ver o q era o barulho, vi que era um acidente, aguardei alguém chegar ao local e me vi q o motorista estava consciente, então liguei aos bombeiros e só depois postei na pagina da península. Nao desci em nenhum momento, vi tudo da janela e relatei o q os porteiros me contaram. Graças a Deus ninguém se feriu, realmente esse não e o primeiro acidente aqui na Península mas espero eu q seja pelo menos o ultimo. E como disse na ultima foto postada, achei uma baixaria aquela discussão toda, desnecessário. Porfirio, não e Real Green e sim Royal Green.

    ResponderExcluir
  17. Conheço este morador a muitos anos,e sei que o mesmo não seria capaz de correr dentro do peninsula.acidentes acontem quem nunca cometeu uma infração,o mal do povo e querer julgar as pessoas e apedrejár o seu procimo e não ter noção que um de vocês podem passar pela mesma cituação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprende a escrever antes de postar alguma coisa!

      Excluir
  18. Bastante corajosa e correta a atitude da Sra. Caroline Haddad em procurar esclarecer o fato. Independentemente do que ocorreu de verdade, nada justifica uma atitude acusatória e agressiva contra qualquer pessoa, mesmo a que tenha causado um acidente. Não se sabe o que ocorrera. E se fosse uma falha mecânica? Uma fechada de outro veículo? Um mal súbito do motorista? Um pedestre distraído na frente do carro? Vamos nos acalmar antes de criar um clima de cena de crime que pode prejudicar muitas pessoas.

    Não sou perito, mas vou dar minha opinião como observador das fotos e vídeos postados e leitor dos fatos relatados: o carro não parece ter capotado. Parece ter TOMBADO. Mediante o afirmado de o motorista estar procurando o telefone celular (isso, sem dúvida, uma atitude incorreta), arrisco dizer que fez a curva normalmente e continuou com o volante virado para a direita sem perceber, atingindo e subindo o meio fio (para-choque destruído), atingindo a árvore (farol direito quebrado) e usando mesma como rampa, mas somente para o lado direito do veículo, ocasionando o tombamento. O lado esquerdo está somente encostado no chão, pouco amassado e o teto solar está intacto. Não foi um impacto forte. Se estivesse em velocidade, provavelmente teria arrancado a árvore, subido na calçada e ido parar diretamente sobre o terreno cercado pelo tapume. Talvez até sem tombar.

    Repito: não sou especialista. Estou apenas raciocinando sobre os fatos.

    Felizmente ninguém saiu ferido gravemente. Mas serve de alerta de como uma simples distração com o celular pode causar um acidente. Assim como bateu no meio-fio, poderia ter atingido um pedestre ou outro carro. Mas não aconteceu, então fica somente o susto.

    ResponderExcluir
  19. Na opinião de quem não presenciou o fato:

    - 100% de acordo sobre necessidade de investigação antes de qualquer julgamento. Levantes populares não se justificam.

    - Entretanto, a probabilidade de um carro virar a 30km/h (limite da via) mesmo em uma curva acentuada e com subida em canteiro é muito pequena. No Maximo o pneu e suspensões estariam danificados a 30 km/h.

    - Mais uma vez, uma investigação seria necessária (o que certamente não vai ocorrer).

    Obs. O ato de colocar a vida de terceiros em risco (mesmo sem o fato consumado) é sim um crime em vários países. E convenhamos que tombar um carro ao falar ao celular (mesmo que em velocidade permitida) é um ato que coloca a vida de terceiros em risco (uma criança poderia esta caminhando na calcada).

    Que o evento em questão sirva de exemplo a todos. Mesmo que não seja o caso da alta velocidade, temos carros correndo dentro do nosso condomínio a todo o momento (sem respeito aos pedestres). Um dia alguém vai se machucar muito seriamente.

    ResponderExcluir
  20. Brigada David Miranda, seu raciocinio foi igual ao do perito e ao da policia que foi comprovado pelo satélite.

    Ao anonimo venho novamente a falar dos ditados populares, nenhum ser humano é perfeito, e ha muita hipocrisia ao se afirmar que as pessoas andam a 30 quilômetros por hora ou não falam ao telefone, em momento algum falei que meu pai não estava errado. Afirmei sim que achei um absurdo o que ele passou, uma humilhação exagerada. E a quem falou que tal fato não sera analisado, é do meu maior interesse esclarecer usando fotos, o laudo do perito, o laudo da velocidade entre outros meios que me informarei para esclarecer, mas com o mesmo objetivo de esclarecer os fatos ,tenho como interesse fazer com os que me apontaram o dedo, vairam meu pai, constrangeram a minha familia acusando de suborno, ou ate mesmo os que exigiram que meu pai entrasse na viatura policial e aplaudiram isso como se ele fosse um bandido, paguem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ando a 30 km/h dentro da Península e não falo ao telefone dirigindo. Não é hipocrisia, só cumprir as regras.

      Excluir
    2. Eu não ando a 30 km/h e MUITO MENOS falo ao celular quando dirijo. Existe algo, que seu pai, por ter um "carro tão sofisticado", deveria usar: BLUETOOTH. Muito me espanta tal ingenuidade. Espero as tais fotos e fatos que esclarecerão o caso. Vai demorar o mesmo tanto que a ação justa e digna da polícia.

      Excluir
  21. Prezados
    Bom dia!
    Pq sera que este carro tombou na curva?
    Na minha opinião, o mais importante e que ninguém (moradores, crianças que andam de bicicleta e skate, e demais pedestres) se feriu!
    Vocês deveriam dar uma gde advertência para este irresponsável!
    Já passou da hora da Assape tomar providencias maiores, como colocar
    radares móveis para pegar diversos motoristas que recorrentemente andam,
    ou melhor, correm em alta velocidade.
    Sera que teremos que presenciar uma tragédia para que providencias sejam
    tomadas?
    Cordialmente,
    Carlos Bessoni.

    ResponderExcluir
  22. Caroline
    Em primeiro lugar, felicito-a pela determinação de usar o espaço livre do nosso CORREIO para dar a sua versão do acidente. Quando eu cheguei ao local, os ânimos estavam muito exaltados e não consegui me aproximar do seu pai, nem de você. Ouvi muitas pessoas e pude ter uma idéia do que aconteceu.
    Entendo sua revolta. Mas será que se você estivesse impactada como os moradores estavam pelo acidente insólito teria tido atitude diferente? Não houve vítimas, mas essa possibilidade é que enseja a reação das pessoas.
    Não esqueça de que o acidente aconteceu num local em que muita gente atravessa a rua, inclusive muitas crianças. Isso pesa na reação de cada um.
    Gostaria de lhe informar que recebi outros vídeos e preferi não publicar para não pôr lenha na fogueira, até por que também me coloquei no lugar de alguém acidentado, cujo carro não estava no seguro, como fiquei sabendo.
    Em um dos vídeos, há um amigo do seu pai, de camisa branca e bermuda azul, em atitude bastante agressiva, ameaçando bater, distribuindo palavrões e uma moça de branco (que deve ser você) tentando afastá-lo.
    Essa história de "barraco" é um tanto complicada. É semelhante a sua fala de que quer que os outros paguem pelo que seu pai passou.
    Sinceramente, nada acontece por acaso. Aquelas pessoas não teriam chegado àquele estado de ânimo se não houvesse sido criado um clima, se seu pai não tivesse falando "enrolado", parecendo que não estava em estado normal. (Você agora esclarece que por ser libanês ele tem dificuldades com o nosso idioma).
    Conversei com gente que havia descido para ajudar. Mas acabou desapontada diante da agressividade desse senhor, amigo do seu pai.
    Portanto, Caroline, se me permite um conselho, reaja exatamente como uma pessoa que estuda direito e não se deixe levar pela arrogância. Conheço muito bem o povo árabe, que é extremamente pacato, ao contrário do que procura vincular uma certa mídia. Os libaneses no Brasil sempre se destacaram pela sua cordialidade e afabilidade.
    Não seja diferente.
    Poderia falar mais, porém, prefiro contribuir para serenar os ânimos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Sr. Porfírio.

      estás de pura ignorância, dia que sentires a ira injustificável de um monte de ignorantes ou mesmo de retirantes de sub!!!!!!!!!

      irá responder a si mesmo.


      Excluir
    2. Sr. Porfirio, em momento algum fui arrogante,os que me conhecem sabem com o eu sou, apenas fiquei indignada com a atitude de muitos que ali se encontravam. Sobre o senhor não postar o video alegando o seguro, sinceramente não tinha problema postar pois como o senhor mesmo disse aqui é um local livre de postar ideias. Sobre o povo arabe ser passivo, são sim, concordo plenamente, estamos falando aqui sobre o meu pai, e nao sobre o meu tio, logo o senhor como um bom escritor deveria aprender a disociar uma imagem da outra (inclusive diferenciar a minha mae e eu). Um conselho pro senhor, quando escrever um texto saiba e quem esta falando, pois seu texto perde a credibilidade quando nao bem fundamentado. Por final venho a falar que pararei de ver seu artigo pois de agora em diante deixarei a cargo do advogado da familia. Boa noite

      Excluir
    3. "dia que sentires a ira injustificável de um monte de ignorantes ou mesmo de retirantes de sub!!!" O QUE É ISSO??????????????????? Calúnia, pressuponho... MEU QUERIDO, NINGUÉM "SENTE A IRA INJUSTIFICÁVEL" bla blá se não estiver errado, acorda pra vida!!!

      Excluir
  23. Acho que a atitude dessas pessoas passam da preocupação, gostam mesmo é de "colocar pilha" como o homem cita no final desse vídeo que nao foi publicado.. Falar é fácil, mas duvido que alguém nunca tenha pegado no celular em direção.. Erras todos erram, o problema é que as pessoas gostam de acusar as outras sem no mínimo entenderem o que se passou. http://www.youtube.com/watch?v=V2y-jyH4th0&list=UU2Q19zfczZi6JYMx2fFSPSg&index=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu querido, compre um carro com BLUETOOTH na próxima. Nem todos agem como você, falando ao celular enquanto dirige. Acorda pra vida!

      Excluir
    2. Eu nunca peguei no celular quando dirigia. Estou errado?

      Excluir
  24. Sr Porfirio nao tinha argumento algum para postar essa reportagem

    ResponderExcluir
  25. Oi Caroline. Mesmo que voce o tenha feito com a melhor das intenções de defender seu pai, existe uma coisa que voce vai aprender apenas com experiência: A principal recomendação para lidar com eventos como este é: Não estimule a discussão.

    Mesmo que as pessoas se sintam no direito de exigir a apuração do caso (dado potencial risco a que seu pai as expôs) e voce exija o direito de não ter passado por um constrangimento publico desnecessário, o caso em questão vai transitar na justiça. Nem seu pai será processado nem voce terá bases suficientes para fazer um processo por difamação ser aceito por um juiz.

    Desta forma, o melhor que voce faz para preservar img da sua família é deixar o assunto morrer.

    Alguém lembra dos dois brigões na porta da peninsula? Não mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pequena correção no texto acima: o caso NAO vai transitar na justiça

      Excluir
  26. Todo acidente de trânsito passa por avaliação policial, inclusive podendo ser por deficiência da via / trajeto, erro do veículo, entre outros.

    Ao impedir um cidadão de bem de ter seu direito de ir e vir, depois postar o nome do mesmo, com foto, em um "suposto" jornal da Peninsula - que não conta com representatividade de todos os moradores é ultrajante.

    Se fosse a família tomaria alguma atitude legal contra o dono deste suposto "jornal", que mais faz aumentar o desentendimento entre os vizinhos da Peninsula do que permitir a sociabilidade.

    Bem como a Sra. Haddad afirmou lá em cima, ela é moradora antiga do Condomínio. Em mais de 6 anos de existência, nunca houve qualquer problema com ela. A família dela está simplesmente sendo exposta de maneira cruel por um jornal que avoca a "voz" da Península.

    Saiba Sra. Haddad que embora tenhamos pessoas não civilizadas, a senhora conta com meu apoio. Seu pai, inclusive, não deveria ter sido forçado a ir na viatura da PM, como preso, submetido a vergonha em público corroborada por este blog. Seu pai não cometeu crime nenhum, nem a sra.

    Fica o aviso e a manifestação de que seu blog Porfirio não é unanimidade no Condomínio. Espero que publique isso, nao censurando outras mensagens que vão contra suas "ideias unissonas" para a Península.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O cara vira o carro num condominio fechado, e acha que isso não vai sair em nenhum lugar, que vai ficar escondido, kkkk ? Sorte que não tinha nenhum reporter da Globo ou outro meio de comunicação ... Aliás, porque vcs estão usando o espaço do blog criado pelo Porfírio para livremente se expressar ? Pelo raciocínio de vocês, não deveriam, né ?
      Outra coisa, vivemos num país livre, qualquer manifestação pode ser feita, sem essa de constrangimento e barraco. Isso é para gentinha subdesenvolvida. Quer maior barraco do que o tombamento do carro kkkk ? E a frase do Sr. Haddad "que tem costas quentes" , e os amigos do papai e da familia, educadíssimos, rindo e xingando todo mundo ? Isso não é barraco não, né ? E a arrogância nos textos escritos aqui, isso não é coisa de gente barraqueira não, né ? Ainda bem que nada aconteceu, sem nenhuma vítima, que ai queria ver estes argumentos se tornarem mais fantástiscos ainda.
      É melhor tratar como se fosse uma fábula mesmo e deixar quieto.
      É melhor e faz bem para o coração !

      Excluir
    2. bom dia .aqui quem escreve e a esposa do walid haddadmeu nome e rosangela haddad .muito obrigada pelo que escreveu anonnimo.gostaria de falar que estamos muito triste e agradeco a deus a sorte o que tivemos de ninguem se machucar.temos total plena certeza que o meu marido estava totalmente errado.gostaria que soubessem que morramos realmente a muito tempo e quem somos. morados do penisula adoramos morrar aqui,nunca brigamos machucamos alguem voces naso tem ideia de comos estamos tristes por tudo principalmente da virado do carro o risco enorme de machucar ou coisa pior eu tenho um filho tambem agora com 15 anos a menina tem 21 .ela esta super abalada nos nunca entramos em carro de policia ou fomos vaiados .erramos sabemos eu falei para as pessoas aquela tarde que estavamos errados mais foi horriovel tanta raiva foi um acidente errado cla mais acidentes infelizmente acontecem na sua maioriapor erro humano .acreditem esramos muito abalados alem da culpa do uso de celular alem do carrto poder machucar alguem .por criar esse ira ja soube sde batidas horriveis aqui la fora .mais ate aquele dia o meu marido que esta no brasiol desde jovem, nuncatinha batido e nunca ninguem da familia tinha entrado nuna viatura policial e vaiado e assustador e muito triste .nao tem ideia de como estamos triste nos sentindo assassinos criminosos.fico pensando se nao tivesse pedido a ele para colocar gasolina no meu carro ,se nao tivesse ligado para trazert o almoco.sei .sei que gosto muito daqui .sei do erro sei ddisso mais saibam que sei que tambem somos humanos sujeitos a erros.desculpem

      Excluir
    3. Me desculpem pelos erros ortograficos

      Excluir
    4. Sra Rosangela. A sua mensagem foi a mais sensata que li ate o momento. Pediu desculpas sem acusações. Isso realmente passou a convicção que foi um fato isolado e que realmente vocês sentem pelo ocorrido. Gostaria de parabeniza-la pela forma que se expôs.

      Eu fui um dos anónimos acima que criticou sem baixaria o seu marido e sugeriu não fomentar pelos discussão. Depois da sua mensagem o caso na minha opinião está encerrado.

      Excluir
  27. Pórfirio não e unanimidade em lugar nenhum, até por isso não foi reeleito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Problema ainda maior são os outros que tb não são unanimidade e continuam sendo reeleitos conselheiros, eternamente!!!

      Excluir
  28. As pessoas são perversas. O erro desse senhor não justifica a forma agressiva com que as pessoas o estão tratando ou aos seus parentes e amigos, mas arrogância gera arrogância e a falta de educação de ninguém deve justificar a nossa.

    Entretanto, entendo que tudo está ligado à maneira como as questões são expostas. Não se justificam erros, simplesmente devemos nos desculpar e pronto. Quando vc tenta justificar um erro está, na realidade, tentando mostrar que não errou.

    É possível expor o que aconteceu, mas apenas para fins elucidativos e não justificando o injustificável. Sejamos honestos, conscientes e justos. É exatamente porque cada um só olha para o próprio umbigo que as coisas são como são.

    Há muitas pessoas que têm certeza que podem dirigir acima do permitido e que nada nunca vai acontecer, mas se existe um limite, este deve ser respeitado. Os limites existem pata tentar minimizar o caos e os prejuízos de eventuais situações. Aqueles que respeitam os limites são vistos como tolos, porque "dar um jeitinho" sim que é coisa de gente esperta ! Entretanto, há pessoas que respeitam os limites e acredito serem essas as que se sentem mais lesadas.

    Graças a Deus nada aconteceu de pior a ninguém, mas fica o temor entre os moradores de que a qualquer momento um carro, acima do limite permitido, com o motorista distraído, pode virar em cima da calçada e atingir um morador. Eu sempre passo por ali com o meu cachorro, nos últimos dias, depois desse episódio, tenho evitado. Não adianta, mas o temor fica, pelo menos, por um tempo.

    A velocidade permitida aqui são 30km. Se a pessoa está acima do permitido, ela está agindo de maneira imprudente e diante de um ilícito às leis de trânsito. Quebra-mola e radar existem, justamente, porque sem eles muitas pessoas jamais respeitariam as placas. Agora, se bastasse não haver vítima, poderíamos justificar o não pagamento das multas, quando do excesso de velocidade, sob a alegação de que não deixamos mortos ou feridos. E não é assim que funciona.

    Repito: não concordo com a maneira como as pessoas agiram, de forma agressiva e até mesmo bárbara, mas também não concordo com a maneira de expor os fatos como se isso fosse algo simples do qual não precisamos nos preocupar.

    Espero que isso sirva de exemplo para todos que andam acima dos limites permitidos. Para os pais que deixam as suas crianças dirigirem motos e carros. Não apenas aqui, mas em qualquer local. A desatenção, o egocentrismo, a falta de consciência, de limites, de humildade e de cuidado para com o próximo ocasionam situações como essas: carros que viram e pessoas que tratam as outras com total desprezo e irracionalidade.

    Isso é a vida em sociedade: dependemos uns dos outros para viver melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito, lucido e elucidativo! Assino embaixo!

      Excluir
    2. Aliás, quem tem cachorro poderia também fiscalizar os outros moradores mal educados que não limpam a caquinha que fica em vários lugares da península, né ?? e somos obrigados a conviver, né ?? isso é a vida em sociedade ...

      Excluir
  29. Prezado Sr Pedro Porfirio,
    O fato aconteceu quase em frente ao meu apartamento, que fica no Green Star. Portanto, gostaria de informar que não houve qualquer capotamento. O que ocorreu foi uma perda de direção (não sei o motivo) que fez o carro subir no meio fio a sua direita e na pequena árvore, na qual o carro continuou a "subir" apoiado apenas no seu lado direito, o que provocou a perda de equilíbrio e o consequente tomamento para o lado esquerdo.
    Grato e cordiais saudações,
    Carlos Augusto.

    ResponderExcluir
  30. Pessoal, sem entrar no mérito dos fatos ou das responsabilidades ou julgamentos (que atire a primeira pedra!) o fato é que o tombamento de um veículo dentro de um condomínio fechado ou semi-fechado não deixa de ser um acontecimento, ainda mais numa pacata e morrenta tarde de domingo. Uma infeliz experiência para o seu principal protagonista, o marido obediente. Porém, foi um acidente, um infortunio, uma fatalidade. Quantos mais motoristas por aqui não ultrapassam os limites de velocidade, porém com maior "sorte" de não serem flagrados e expostos, como foi o caso do Haddad? Pura falta de sorte dele e querem crucificá-lo porque saiu de casa contrariado, obedecendo a um pedido da esposa para abastecer o carro, e em seguida buscar comida para a família? E o cozinheiro não entende o pedido e traz tudo errado, tem que refazer o pedido? E ele está sozinho, nosso vizinho, virando-se nos trinta. Ao retornar, já dentro do condomínio, o celular toca, provavelmente porque ele já estava demorando muito fora de casa (ninguém podia prever o equívoco do cozinheiro), procura o celular para atender rápido, o celular cai da sua mão, porém ele pode perceber que a voz que o chama não está de brincadeira, o celular deslisa para debaixo do banco (ih, logo agora!?), ao abaixar-se, o pé inadivertidamente pressiona o acelerador sem que o perceba. Sua inclinação na busca desesperada pelo celular faz com que o sensível volante, numa brusca guinada faça o veículo adernar, virando inclusive o almoço da família. Vocês queriam ainda que ele estivesse muito calmo depois de tudo isso? Tenham a santa paciência. Imaginem-se no lugar de alguém que passa por tudo isto quando o que mais queria era estar tranquilo em sua casa? Nada agradável. Acho que o nosso desafortunado vizinho nunca mais vai querer buscar comida fora depois do triste incidente. Agora, por favor, circunstâncias esclarecidas, vão todos cuidar de suas vidas.

    ResponderExcluir
  31. cade as mulheres que estavam gritando , chamando ele de bebado e tal??? nao sou da familia dela mas cheguei na hora onde haviam um monte de mulheres girtando como se o tal morador fosse um bandido .. ao inves de ajudarem ficaram difamando o walid . PIORES QUE PESSOAS DA FAVELA , ISSO É UMA VERGONHA !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É e depois dizem que no Brasil que não existem racistas ... O que o prezado tem contra as pessoas da favela ? Só porque moram lá ?

      Excluir
  32. O Walid poderia pelo menos plantar uma árvore nova no local, não ??????

    ResponderExcluir
  33. Ele já plantou até uma bananeira, o que vocês querem mais, pô?

    ResponderExcluir
  34. Caroline, parabéns pela defesa apaixonada do seu pai !

    Nós temos ex-namorados, ex-namoradas, ex-amigos, ex-amigas, ex-vizinhos, temos vários "ex", mas não pai,mãe , filho, filha, irmão , irmã !

    Defender seu pai diante do público, OK.

    Agora pense no que você deve fazer em casa, para que isso não volte a acontecer com seu pai, ou qualquer outro membro da sua família ! Você fez algo de útil ? Pergunte-se ! Lave a sua "roupa suja " com a sua família , faça algo de útil por ela !

    O que aconteceu serviu para mostrar que :

    - o que ocorreu irá acontecer de novo,com certeza, é só uma questão de tempo , acordem nós estamos na Barra da Tijuca, a maior concentração por metro quadrado de pessoas nota 100 .

    Sem educação, sem cultura, sem bom senso, sem papas na língua ("desbocados", o tempo todo ) , sem consideração com os outros, sem condição de viver em condomínio, sem vergonha de agredir os outros gratuitamente, sem respeito as leis ( atenção, as mais fáceis de cumprir ), e outros sem ... .

    - o próximo acidente que irá ocorrer, poderá ter vítimas, fatais ou não .

    Poderá ser seu filho, sua filha , quem sabe até você mesmo ( não me refiro somente a você Caroline, mas incluídas todas pessoas "perfeitas", " de bom senso", "educadas", "obedientes as leis do trânsito" ) que julgam os outros com uma facilidade, e não se olham no espelho.

    - Nós temos a obrigação de PROTEGER as CRIANÇAS MARAVILHOSAS e INOCENTES, que moram neste cantinho chamado Península.
    Elas não tem culpa de morarem em um local onde a insanidade mora, proteger estas crianças dos próprios pais e mães que "voam" por cima das lombadas ( não me refiro somente ao seu , mas a todos os outros "perfeitos" , e "juízes" dos outros ), dos carros comerciais que entram e saem a toda velocidade da Península, dos "animais " ao volante que jogam os seus automóveis ( de Uno Mille a Ferrari ( é tem Ferrari na Península )) em cima dos pedestres e dos ciclistas , das "mamães" que sabem gerar seus filhos, mas não respeitam os dos outros quando estão ao volante das suas SUV's, e outros automóveis, a toda velocidade dentro da Península.

    - nós precisamos criticar e lembrar sempre , o que é certo, e deve ser feito, mas respeitando as pessoas e mantendo o bom nível das conversas !

    Obs : os brasileiros só aprendem a respeitar as leis, e são "obrigados a serem educados", quando estão no exterior, porque enfiam seus rabinhos entre as suas perninhas , abaixam suas cabecinhas e obedecem que nem cachorrinhos ensinados, a tudo !
    Dizer que foi a Nova York, Chicago, Boston, Berlim, e outras cidades, só serve para dizer que tinham dinheiro para viajar , só isso , pois a educação e a cultura , onde ficaram ? em lugar nenhum , porque nunca tiveram !

    Ter dinheiro para morar em um local é uma coisa , agora saber conviver com todas as outras pessoas que moram no mesmo local , é completamente diferente .

    Viva a ignorância, viva a arrogância , viva a minha SUV, viva minha Pajero, viva meu Uno Mille, viva minha moto, viva o homem que me sustenta para eu comprar um carrinho potente e bonitão para eu atropelar os filhos dos outros , viva eu não precisar ter estudado para ter dinheiro, viva eu não ser uma pessoa educada , viva eu não ser uma pessoa culta , viva a pessoa educada e culta que apesar de ter gasto o dinheiro do pai e da mãe não serve para nada e só faz coisa errada,viva tudo o que é errado porque eu sou feliz assim, fazer o que é certo " é um saco " e tudo isso que eu falei , dá um trabalho ( não queira saber ) !

    Eu sei que você não gosta de anônimos, lamento. Seu Porfírio, o título deveria ser "Barraco na Península", onde o barraco, digo, acidente foi a soma do motorista sem habilidade, e das barraqueiras , digo, das pessoas presentes ( o barraco completíssimo ) , não ?

    Seu Porfírio, o seu Blog é o máximo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aplaudo de pe seu comentário ....

      Excluir
  35. ILMº PORFIRIO,
    Sirvo-me do presente espaço, para comunicar lhe que em razão de ter sido constatado que houve ALTERAÇÃO no cenário fatico-probatorio anteriormente construido por vossa senhoria no qual o senhor ALEGAVA que o senhor Walid Haddad se encontrava sobre estado de embriagues, e devidamente constatado através da prova pericial que o mesmo não havia ingerido qualquer tipo de substancia alcóolica, por tanto em face das alterações do conteúdo probatoria a familia Haddad optou pela nao deflagração da açãoPara de responsabilidade civil.

    ResponderExcluir
  36. Caroline Haddad, voce ainda é ingenua, ainda esta cursando a faculdade, esse senhor tem anos de experiencia. Se voce nao percebeu ele tambem tirou as fotos do seu carro, de voce e do seu pai, as filmagens feitas por moradores, e tambem tirou no grupo reais amigos do peninsula o comentarios no qual ele te acusava de ameaças, assim que sua mae respondeu que ele estava errado, ele tambem retirou o comentario e o pedido de ajuda. Caroline nao se culpe pois voce ainda tem uma carreira pela frente, vai aprender as malicias da vida. Um conselho, quando houver provas sobre qualquer coisa as guarde bem, aqui no caso as imprimisse. Espero que a sua familia fique em paz.

    ResponderExcluir
  37. Parabéns pela decisão, Caroline. Sua e da sua família, de não entrar por este caminho entre vizinhos. Dirigindo-me a você, se me permite um conselho? - Não dê tanta atenção a comentários de anônimos. Pois quem não assina o que escreve não está envolvido, está apenas fingindo que está. E na maioria das vezes só está querendo ver o circo pegar fogo. Agora, quanto à notícia no blog, convenhamos, não é toda hora que se vê um carro tombar "dentro de casa". Este foi o furo de notícia rapidamente capturado pelo Porfirio, um cara muito legal com uma longa e interessante história de vida, como a de tantos de nós, do seu pai, enfim. Todo o resto, pura especulação inútil. E só mais uma sugestão (melhor que conselho) no próximo fim de semana, a fim de evitar estrepulias ao volante, prepare para seu pai um bom "mezze" para acompanhar com arak, uns kibbis, kafta, hummmm, me dá água na boca só de pensar na rica e variada cozinha libanesa. Desculpe a brincadeira, nossa vizinhança é muito rica e variada e pena que não temos oportunidades de nos conhecermos. E quando temos a oportunidade de nos ajudar preferimos discutir e brigar ! Ainda bem que não houve nada além de uns arranhões na lataria do carro e um "barraco" sem maiores consequencias. Saúde e Paz para todos.

    ResponderExcluir
  38. Enquanto eu escrevia não percebi a postagem anterior que só comprova o que acabo de comentar sobre certos anônimos, nem tão anônimos assim. Dá vontade até de dizer quem é ! Seguramente um falso que se faz passar por quem não é, pela declaração que acaba de fazer. E olha que eu sou um bobão. Hehe

    ResponderExcluir
  39. Sr. Fernando Bello, queria te agradecer em meu nome e em nome da minha familia pela compreensão! Boa noite pro sr!! =)

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics