sexta-feira, 5 de abril de 2013

PM volta ao entorno da Península com com efetivos da UPP da Rocinha

Moradores relatam "arrastão" na véspera, que teria provocado intervenção direta do comando geral da PM

A quinta-feira, 4 de abril, na Península teve como grande novidade a volta de policiais militares, que ficaram postados no mesmo sinal em que, há uma semana, um morador do Atmosfera foi rendido e sequestrado, conforme nossa postagem anterior.

A presença dessa viatura é resultado de uma solução de emergência. Os soldados são da UPP da Rocinha e foram enviados para o 31 BPM para fazer horas extras, com base em decreto do governador Sérgio Cabral, em vigor desde janeiro, que permite aos policiais militares fazerem horas extras em seus dias de folga na própria corporação.                                                                                                                                                                  

Carro da segurança parado no sinal
Atualizando: já na sexta-feira, na parte da tarde, eram duas as viaturas postadas, uma delas  junto à portaria 1, na calçada do Fit.
Viatura em frente ao Fit: 17 horas
 Além disso, às cinco horas da tarde, um carro da segurança se juntava a outra viatura da PM, na João Cabral de Mello Neto.  

Entre os soldados destacados para este plantão, havia também um da UPP do Alemão e outro da UPP do Cantagalo, Ipanema, do 19º BPM..


Segunda viatura da PM na João Cabral de Mello Neto
Esses homens que estão vindo para cá usando viaturas do 31º BPM  são do 23º BPM,  permanecem nas escalas da UPP da Rocinha (e outras UPPs) e vão ganhar extras pelos serviços nos dias de folga. O comandante do 31º BPM, tenente-coronel Amaral,  vinha informando ao comando geral da impossibilidade de cobrir várias áreas de risco devido a falta de pessoal. Segundo ele, na prática só contava com 70 homens por turno numa área de 310 mil habitantes.

Isso ele admitiu também na reunião do dia 16 de janeiro, que o noticiário do CORREIO DA PENÍNSULA e a pressão dos moradores levaram a Assape a realizar no Barra Experience. Naquele mês, três assaltos em menos de uma semana provocaram uma grande comoção entre moradores da Península. No mais grave deles, dia 9, a moradora Rita de Cássia Pimenta, do Gauguin, foi baleada e morreu em frente ao Fit, na Portaria 1.
Há uma expectativa que desta vez a viatura tenha vindo para ficar. A decisão de usar pessoal extra foi do próprio comandante da PM.

O decreto do governador permite que os policiais façam "bicos" na própria corporação, dentro de sua escala, que é de 24 por 48 horas. Mas haverá um controle para limitar o uso extra do pessoal ao absolutamente necessário.  Cada soldado poderá ganhar por turno extra de R$ 112,50 (seis horas), R$ 150,00 (oito horas) até R$ 225 (12 horas seguidas). Os que vieram para cá, em princípio, cumprirão oito horas em cada turno extra.

Arrastão teria levado ao retorno da PM

Durante o dia de ontem circulou nas redes sociais a notícia de que aconteceu um arrastão no entorno da Península na noite de quarta-feira, dia 3.

Só ficamos sabendo desses relatos no final do dia, mas eles trazem detalhes:

S.L.
"Alguém ouviu falar nisso que aconteceu ontem? Coincidência ou não, hoje o policiamento está de volta ao entorno da Península".

V.A.
"Rio de Janeiro que nós amamos está abandonado!!!!!!
Arrastão na porta da Península ontem às 20h45min quando meu filho e meu pai saíam de lá!!!! Carros voltando na contramão e pessoas acenando desesperadas! 2 meninas foram levadas com carro e tudo!!!!!!
Temos que fazer alguma coisa!!!!!!
Me ajudem a divulgar!!!!!
Local já está manjado por bandidos!!!!
Cadê a polícia??????"

S.A.
"Eu e meu marido passamos por lá segundos antes do ocorrido. Quando chegávamos à garagem uma vizinha nossa chegou em seguida trêmula e apavorada, pois havia escapado dos bandidos por pura sorte!
Estou horrorizada e preocupada! Alguém sabe o que aconteceu à moça?! Não vi a noticia na imprensa e por um lado acho até bom, pois não ha vantagem p nos proprietários de imóveis aqui, que fiquemos conhecidos por ser um bairro onde o acesso e perigoso. Precisamos cobrar de nossa associação que seja mais atuante e incisiva em buscar providências da segurança publica".

Outros moradores repassaram esses relatos, que estão num grupo fechado do Facebook  para suas listas de e-mails e para o CORREIO DA PENÍNSULA.

Tive o cuidado de passar três vezes no sinal e conversei com os policiais.  Para que todos fiquem sabendo a respeito, peço aos leitores que informem se passar pela área e não encontrar os policiais militares.  Segundo fomos informados, haverá policiamento 24 horas e os PMs têm de esperar outra viatura para se afastar, mesmo para uma necessidade fisiológica.

Não é a primeira vez que os PMs ficam alguns dias, diante de um caso chocante, e depois somem. Além disso, se alguém tem detalhes do suposto arrastão, seria bom que soubéssemos, pois nossos leitores e parceiros são praticamente as únicas fontes em situações como essa. 

Rua às escuras no acesso à Península

Enquanto isso, a Prefeitura permanece o missa em relação a problemas graves, como a iluminação de algumas ruas no acesso à Península. 

Ontem mesmo, às 10h20m da noite, constatamos que quem vem da Avenida Ayrton Senna, passando pela  antiga Terra Encantada,  enfrenta um bom trecho de escuridão. 


video
CLIQUE NO PLAY PARA VER A RUA ESCURA

Muitas pessoas que fazem esse trajeto a pé podem ser assaltadas sem que ninguém tome conhecimento.


O problema desta rua que liga a Ayrton Senna à João Cabral de Mello Neto
é muito mais grave: sem postes, a Prefeitura oficializou a escuridão. Veja
mais acima o vídeo feito durante a noite.
O incrível é que boa parte desta rua - Nelson Mufarrej - não tem postes. Desde que puseram os tapumes no canteiro central os postes sumiram. Portanto, estamos condenados a atravessar na escuridão por quase toda a via. Deve ser uma das poucas na Barra da Tijuca  com trecho sem postes de iluminação, apesar de muito usada, inclusive por pedestres.


A Prefeitura também nada fez em relação às calçadas, tornando perigoso caminha pela João Cabral de Mello Neto, principalmente à noite.

15 comentários:

  1. Pedro,
    Boas notícias sobre o retorno do policiamento.
    Tomara que fiquem realmente 24 horas por dia.
    Passei a evitar o caminho daquele sinal fatídico.
    Os sinais do Barrashopping estão demorando muito, o que nos deixa por muito tempo reféns de qualquer um.
    Não tenho visto o carro da segurança da Assape fazendo o percurso externo à Península.
    Abraços,
    Ines Freitas
    Aquarela

    ResponderExcluir
  2. Ontem retornando de um show às 02:00hs da madrugada pedi ao meu marido que correce muito perto do Via Parque Shopping (por medo da onda de novos assaltos no entorno da Península). Fiquei feliz ao ver a viatura da polícia perto do sinal próximo à Tok & Stok. Já percebi que a incidência maior de assaltos acontecem durante a semana e depois das 20hs da noite (tenho evitado sair nestes dias). É muito ruim morar num bairro ótimo mas com essas limitações...
    Participei da reunião de segurança e muito foi falado: porém cadê o tal posto fixo que foi cogitado de se colocar próximo ao fatídico sinal onde tudo acontece? viaturas vão e vem...como num passa de mágica aparecem e no mesmo passe somem...

    Triste
    :( Samy
    Style

    ResponderExcluir
  3. Esses sianis nao deveriam existir! Nenhum deles. O sinal do barra shopping deveria ser fechado. Quem quiser que de a volta.

    ResponderExcluir
  4. Pedro,

    um profundo sentimento de tristeza toma conta de mim... Após 3 meses da semana fatídica em que eu e meu marido fomos assaltados, seguidos dos incidentes com a perda de nossa vizinha e mais o caso de mãe e filha, estou novamente em estado de choque...

    Infelizmente temos que reconhecer que uma viatura da polícia não será nossa salvação, é apenas um paliativo... Medidas mais enérgicas precisam ser tomadas!!!!!

    Será possível que em pleno século 21 teremos que impor toque de recolher as 20hs????...

    Como sempre, agradeço seu excelente trabalho em manter-nos informados, buscando sempre a verdade (por mais triste e brutal que seja) e, até, arriscando-se depois das 22hs para fazer essa matéria!

    ResponderExcluir
  5. José Roberto Pires5 de abril de 2013 10:26

    Achar que vamos ter policiais de plantão nos principais pontos de risco 24 hs é acreditar em Papai Noel. E nem seria justo com o restante da cidade, porque violência em torno da Península ainda não é relevante se comparada a outros pontos da cidade.

    Não sou especialista em segurança. Mas está mais que claro para mim que os assaltos que vêm acontecendo no entorno da Península são feitos por bandidinhos melequentos, com armas de baixo calibre, que só se aproveitam do ambiente favorável, sem circulação de pessoas a pé, com mato alto, baixa iluminação e, agora, com sinais demorados. Não tenho notícias de arrastões com bandidos armados de fuzis como os que me fizeram desistir de morar na Tijuca, onde passei a minha vida antes de vir para a Península.

    A solução não é contar com esse policiamento 24 hs que, certamente, não vai se manter. Mas melhorar o ambiente do entorno da Península. Poda de árvores. Iluminação. Instalação de câmeras. Melhoria nos caminhos para pedestres, pois a simples circulação de pessoas a pé já espanta esse tipo de bandidinho melequento e oportunista. Hoje, temos o absurdo de morar do lado do Via Parque e pegar o carro para ir lá, pois não há caminho a pé, mas sim trilhas e mato para chegar a um centro comercial separado por menos de 500 metros da Península.

    A Assape deve sim atuar junto à subprefeitura para melhorar esse ambiente no entorno da Península, tornando-o menos convidativo a esses bandidinhos oportunistas, que podem ser melequentos, mas se apertarem o gatilho, podem tirar uma vida (como já tiraram).

    ResponderExcluir
  6. A ASSAPE não está nem aí!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Acho que depende de cada um de nós pressionar a ASSAPE para que haja mudanças!

    Isso vale para a questão da segurança, para a questão do transporte para o Centro e várias outras coisas!

    Se todos e cada um fizerem a sua parte seja falando com seu conselheiro, indo à ASSAPE e fazendo uma reclamação, postanado nas redes sociais, fazendo comentários aqui no blog, imagino que a ASSAPE irá tomar uma atitude. E inclusive pode até utilizar esse material para mostrar à Prefeitura ...

    Aliás tenho que admitir que a ASSAPE tem se mostrado bem mais aberta e democrática nos últimos tempos!

    Lembrem da força da internet, da força da população unida. Não quero nem pretendo fazer uma comparação, mas hoje temos a Lei da Ficha Limpa porque a população se mobilizou. Então que cada um faça a sua parte !!!

    Uma parábola para reflexão (qua vale para esse tema mas tb para muitos outros em nossa vida)

    Parábola das estrelas do mar
    Tinha um escritor que morava na praia... todo dia pela manhã ele caminhava olhando o mar, para se inspirar e à tarde ele escrevia.

    Num certo dia, ele viu um jovem jogando estrelas-do-mar que estavam na areia para a água. O escritor aproximou-se e perguntou "por que fazes isso?"

    O jovem respondeu prontamente: "porque se eu deixá-las no sol, elas vão secar e morrer"

    Ouvindo isso, o escritor reclinou-se sutilmente com a resposta e, com ares de conhecimentos superiores, respondeu-lhe: "mas meu jovem, existem milhões e milhões quilômetros de praias ao redor do mundo; com milhões de estrelas-do-mar; e com esse sol escaldante; você aqui não fará diferença".

    O jovem escutou, calado. Sem responder, abaixou-se, pegou outra estrela-do-mar, e jogou de volta ao oceano; olhou de volta para o escritor e falou-lhe: "para esta eu fiz diferença"!
    ...
    Ao ver e ouvir, o escritor ficou pertubado, não conseguiu escrever uma só linha a tarde inteira...

    ...no outro dia... o escritor juntou-se ao jovem, para jogarem estrelas-do-mar de volta ao oceano.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para que possamos considerar suas denúncias, você precisa se identificar. Se não quiser se expor publicamente, escreva-me um e-mail.peninsula@pedroporfirio.com

      Excluir
    2. Como assim??? A chefe dos arrastões mora no Life?
      sabe os nomes etc??Disque denuncia, mande averiguar..
      Socorro..morar aqui inclui segurança e não uma vizinhança perigosa e bandida.

      Excluir
    3. Como assim? Quem é o amigo (ou amiga) que está fazendo a denúncia? Não temos condições de dar continuidade a esse postagem simplesmente por conta de uma denúncia anônima.

      Excluir
  9. Instalação de câmeras nas vias publicas, já!

    ResponderExcluir
  10. De novo carros de bombeiro e polícia na entrada (do lado de dentro) do nosso condomínio. Dessa vez um suposto morador atropelou uma pessoa e fugiu!!!!.....Isso aconteceu por volta das 21:00hs em frente ao PENÍNSULA FIT!!!!.....pelos comentários das pessoas que viram os dois carros vinham tentando um passar o outro e na chegada à guarita um dos ocupantes de um desses carros foi tomar satisfações e o louco que estava dirigindo o outro carro tentou atropelá-lo!!!!! e saiu em disparada para dentro do condomínio......Será que está tudo registrado nas câmeras, tanto na entrada do nosso condomínio quanto nas ruas daqui de dentro??????.....Ou será que vamos ficar de novo sem uma solução para os fatos que vem acontecendo?????......É lamentável que esteja acontecendo tudo isso.... e vou rezar pedindo PAZ!!!! ...... Acho que é só o que me resta!!!!!!

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics