sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Encontro marcado neste domingo

Grupo REAIS AMIGOS DA PENÍNSULA vai reunir moradores para discutir nossos problemas recorrentes

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIÁ-LA

Segurança, transportes, lazer, esporte e meio ambiente serão os temas principais do encontro marcado para este domingo, dia 8 de setembro, às dez da manhã na praça de alimentação do Open Mall,  para o qual estão sendo convidados todos os moradores da Península.

A iniciativa é dos administradores do grupo virtual "Reais Amigos da Península", que reuniu as mais frequentes reclamações postadas nesta página do Facebook.  A expectativa é que o encontro possa abrir caminho à formulação de soluções de curto prazo, considerando a urgência de se enfrentar alguns problemas, cada vez mais recorrentes.

Para produzir esse primeiro encontro, os gestores desse grupo fechado, criado em 2010 e com cerca de 728 participantes hoje, fizeram várias discussões em rede e elencaram os pontos mais preocupantes expostos nos comentários postados.

No entanto, consideram que este é o momento de uma discussão presencial, facilitando um entendimento conjunto e definindo uma pauta de prioridades para ser levada à Assape.

Em cada um dos itens objetivaram as principais metas:

 TRANSPORTE – Como otimizar a destinação dos R$ 250.000/Mês gastos atualmente?

SEGURANÇA – Qual a destinação da retirada de quase R$300.00,00 do fundo de reserva ?

ESPORTES – Como enfrentar a utilização das quadras de tênis por não moradores, deixando estes sem o acesso a que têm direito?

MEIO AMBIENTE – Quais ações têm sido tomadas junto aos Órgãos Públicos, especialmente em relação à poluição da lagoa ?

LAZER – Qual a situação dos projetos para o “Parcão” e de área para skatistas ?

Para os organizadores do encontro, aberto a todos, inclusive a quem não faz parte do grupo no Facebook, algumas questões são inadiáveis e exigem um posicionamento dos membros do Conselho da Assape.

"Temos discutido  vários assuntos relevantes para o nosso condomínio aqui no grupo e, embora  a Assape e vários componentes  de seu Conselho Comunitário sejam membros do Reais Amigos da Península (entre eles o Presidente e o Vice Presidente do Conselho) até hoje, não houve qualquer esclarecimento/resposta  sobre vários temas que vêm gerando insatisfação aos moradores. Por esta razão, estamos adotando propondo:

Elaborar um DOCUMENTO com o objetivo de centralizar todas as reclamações colocadas aqui no grupo.  Após a elaboração do texto,  a proposta é  solicitar que cada  morador envie um e-mail ao seu conselheiro  comunitário ( com cópia ao Presidente e Vice-Presidente da ASSAPE), pleiteando providências concretas.   Existe também a ideia de elaborarmos um abaixo-assinado virtual  que concentre todas as reivindicações dos moradores".

Os organizadores do encontro já fizeram um racunho do documento a ser levado à Assape e esperam receber mais contribuições no encontro deste domingo. Contam também que possam receber sugestões sobre como dar maior amplitude à mobilização dos moradores da Península, com indicativos sobre o desdobramento do encontro.


Para a editoria da CORREIO DA PENÍNSULA esta é uma das iniciativas mais consistentes, tomada na hora certa: há situações que não podem ser mais adiadas, sb pena de desfigurar a própria essência da vida na Península.

13 comentários:

  1. Graças à Deus os moradores estão se movimentando! Essa meia dúzia de conselheiros que se acham donos da península são inertes e incompetentes. Outra meia dúzia todos paus mandados das incorporadoras. São poucos os que realmente representam a vontade dos MORADORES. É mais que hora de mudar essa "constituição" ditadora que foi criada na Assape para usar dinheiro dos moradores em prol de interesses puramente comerciais.

    Vamos dar um basta! Ou a Assape e o conselho cumprem as demandas dos moradores ou os moradores não irão mais cumprir com a Assape e e com qualquer determinação do conselho.

    Vamos rumo à grande manifestação do dia 10 de outubro!!!

    ResponderExcluir
  2. ACORDA PENÍNSULA!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Anonimo2: A Península pode ser um lugar único, muito além do que seus moradores possam imaginar. A Península tem as condições ideais para se criar um modelo de gestão de um bairro restrito.
    Esse caminho passa por duas etapas. A primeira é a tomada do poder institucional, que é a ASSAPE. Pelo que me consta o presidente é morador, logo, tem plenos poderes para eleger seus dirigentes, ou não? A partir daí passa-se a segunda fase bem mais complexa, que é a de gerir o poder. Penso que não devemos inventar um modelo, podemos adotar um de primeiro mundo. Eu sugeriria o modelo alemão. Em recente viagem que fiz a Berlin pude ler e compreender o âmago do espirito que rege um povo que já sofreu muita corrupção, muita propaganda, e que hoje consegue auditar seus gastos de uma maneira transparente. Quase qualquer pessoa pode se engajar e vigiar processos do parlamento alemão, com direito a seção de perguntas e respostas.
    Imagine um modelo que pode ser amadurecido e servir de exemplo para a gestão da cidade, do estado, do país. Sim, nós podemos.
    O site do Porfírio é isso. Um convite para quem sonha, sonhos grandes.

    O futuro da Península é ditado pelos seus moradores. Eu vejo um futuro para a Península em termos de segurança interna. Qual o seu sonho?

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics