domingo, 29 de dezembro de 2013

Mais um assalto no sábado à noite

Fique ligado: Vítima foi rendida no sinal do 02 às dez e meia por dois bandidos que saíram de um Pálio

Esta imagem foi postada  aqui em 4 de abril de 2013: o cenário permanece
Ao parar o seu carro azul esportivo no sinal vermelho da saída da Península, no cruzamento do O2, o motorista foi surpreendido por dois homens armados que saíram de um fiat pálio. Não teve tempo para nada. Os bandidos atravessaram o seu carro na pista de rolamento e o renderam.

Atrás, um jovem viu tudo, a tempo de manobrar em marcha-à-ré, virar na contra mão e fugir para não ser a próxima vítima. Voltou para casa, contou ao pai e este nos mandou mensagem, registrando depois a ocorrência por e-mail na Assape.

Isso aconteceu por volta das dez e meia da noite deste sábado, dia 28. O lugar, que já se tornou um point dos assaltantes de carro, estava inteiramente desguarnecido. Não havia o menor sinal de policiamento, como, aliás, tem acontecido ultimamente. É como se a polícia estivesse facilitando o lado dos bandidos nesses dias de festa.
Seria um pacto "virtual" para aliviar a Orla, onde um rigoroso esquema de segurança estará em operação amanhã, envolvendo 7.691 policiais militares e 620 viaturas, dos quais 1.522 policiais militares e 163 viaturas cobrirão os 4.150 metros de Copacabana.
O quesito segurança foi o mais negativo na Península e no seu entorno durante o ano de 2013, que começou de forma trágica com a execução da engenheira Rita de Cássia Pimenta, de 56 anos, moradora do Maison Gauguin, na noite do dia 9 de janeiro.

Foi também o que mais preocupou os moradores da Península, que tinham na segurança justamente um dos seus pontos fortes: das dez matérias mais lidas do CORREIO DA PENÍNSULA, 6 estão relacionadas com segurança.

Durante todo o ano, os moradores foram muito mal servidos tanto pelos poderes públicos como pelo sistema de segurança próprio, para o qual, ainda no inicio do ano, uma Assembleia Extraordinária liberou verba cuja aplicação até hoje não se fez sentir. Não há notícia da instalação de uma única câmera de segurança e o ano registrou fatos novos assustadores: um bandido entrou num apartamento do Atmosfera em plena luz do dia e fez a limpa no apartamento de uma moradora no dia 23 de abril; uma moradora foi sequestrada em seu carro, um ford k, estacionado nos fundos do Open Mall e até uma cobertura do Saint Barth recebeu a visita de ladrões, que descobriram um caminho fácil, semelhante ao das coberturas do San Martin, que não poderia ser fechado, segundo se alega, por ordens dos bombeiros.

O assalto deste sábado foi um alerta: vai ser muito difícil pedir aos moradores que parem no sinal do 02, mesmo no vermelho, por que quem for rendido ali desaparece rapidinho pelas muitas rotas de fuga disponibilizadas em todas as direções. Nosso único conselho é que FIQUE LIGADO. Não há policiamento e carros de segurança em toda a área, nem mesmo na porta da Península, como  constatamos às 17 horas deste domingo.

2 comentários:

  1. Boas Festas Pedro,
    A Prefeitura e a PM procuram criar uma sensação de falta segurança, é uma idiotice esses PMs a cavalo, a jornada de cada cavalo é de 6 horas, tem que se deslocar de Campo Grande pra cá, e como um policial a cavalo vai correr atras de um Corsa motorizado, o patrulhamento aqui tem de ser de moto (pois gastam, o seu, o meu, o nosso imposto a toa) fora isso é inócuo.
    E a Guarda Municipal, só entram para achacar os comerciantes ilegais que brotam em nosso bairro (vendedores de quentinhas nas portas dos condomínios) que não são regulados pela saúde publica, não geram impostos e fazem a maior sujeira nas ruas, os vendedores de queijo e caldo de cana na entrada da península, por diversas vezes vi eles pegando comida de graça e dinheiro, gostam muito de multar nossos carros que paramos nas ruas tranquilas mas os ladrões e os problemas enormes estão ai a vontade.

    Abçs, Feliz 2014
    Fernandes - Saint Martin

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics