quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Gerador: não dá pra não ter

Apagões cada vez mais frequentes acendem sinal vermelho em meio a pânicos nos elevadores



"Sou moradora do Saint Barth, ontem chegando em casa com a falta da luz, queria subir e não tinha como... as escadas numa escuridão total!!! Encontrei uns bombeiros que acabavam de retirar pessoas que ficaram presas no elevador. Eles estavam dizendo que achavam um absurdo um prédio com um porte como esse não ter luz de emergência nas escadas e que em caso de incêndio a única saída seria para o estacionamento sem nenhuma sinalização. Tudo muito bonito mas sem funcionamento...fiquei horrorizada com a situação".
Christiane Freitas, na página do grupo Reais Amigos da Península (8.2.2014)

O aumento da frequência dos apagões está colocando muitos condomínios da Península diante de um desafio: instalar imediatamente geradores para suprir a falta temporária de energia nos elevadores e partes comuns. A falta desses equipamentos acontece em vários deles, embora outros já disponham dos mesmos, quer por obra de construtoras, quer por iniciativa dos moradores. O surpreendente é que residenciais tidos como "tops de linha"não têm geradores.

Entre eles está o Saint Barth, com 330 apartamentos, que tem um gerador servindo apenas às portarias, bombas dágua e à adega, mas não toma conhecimento dos seus 33 elevadores e, o que é mais inacreditável,  exibe um quadro de abandono com a falta de luzes de emergência em todas as suas escadas e corredores.

Adilson Rodrigues, supervisor, explica o funcionamento de um
dos 3 goradores do San Martin.
Mais curioso é que o San Martin, condomínio "irmão", construído pela mesma Cyrela na mesma época e com os mesmos conceitos de um clube residência, tem seu sistema de geradores desde o primeiro dia. São três máquinas que fornecem energia de emergência para todos os elevadores dos cinco blocos e para as áreas comuns. Os moradores do Saint Barth não estão sozinhos nessa situação: o Atmosfera, outro condomínio com 4 blocos de alto padrão, também construído pela Cyrela, até hoje não conta com geradores para acionar os elevadores em caso de emergência.

O gerador do Saint Barth tem a potência de 136 Kva, próxima de dois dos três geradores do San Martin,de 140 Kva, que atendem, cada um a, a dois blocos. O terceiro, de 81 Kva, que serve ao bloco 3, suporta 9 elevadores. Ao todo, os dois condomínios irmãos têm o mesmo número de elevadores.

Gerente Adilson Santos e síndica Francine Segaloto: gerador
do Aquarela foi iniciativa dos moradores e custou R$ 110.000,00
O exemplo mais marcante que registramos foi o do condomínio Aquarela, cujos condôminos, que têm uma síndica moradora, instalaram há pouco mais de dois anos um gerador de 250 Kva tipo hospitalar, com pouco barulho.  Nessa operação, que alcança 3 blocos, o condomínio gastou R$ 110.000,00 e tem um dispositivo com autonomia de 5 horas iluminando tudo, menos, naturalmente, os apartamentos. Para se ter uma ideia do que isso significa, num único "orçamento" para instalar geradores nos 5 blocos do Saint Barth, a Promenade, síndica profissional, cotou um custo de R$ 1 milhão e 400 mil.

Da mesma forma, os geradores do Monet, Style, Green Bay, Green Star e Via Bela também foram colocados por iniciativa dos moradores.

O gerador do Via Privilege foi instalado pela construtora, mas
 o destaque é o carinho do pessoal da manutenção do condomínio
Se algumas construtoras já entregaram os prédios com o sistema de geradores, importante também foi o trabalho de conservação. No Via Privilege, que tem um de 200 Kva instalado pela Via, é visível o cuidado que recebe de uma equipe de manutenção "orgânica", isto é, formada por pessoas contratadas diretamente pelo condomínio, cuja síndica, aliás, é extremamente carinhosa com o empreendimento de 120 apartamentos, em 3 blocos. Quando estive lá, o chefe da manutenção, Roberto Santiago, contemplava o equipamento como se fosse seu. "Estou trabalhando aqui desde o primeiro dia" - disse, orgulhoso.

Na Península, só em fevereiro ocorreram dois grandes apagões. No dia 7, afetou principalmente o Saint Barth e o San Martin, com falta de luz de 3 horas e meia, na parte da tarde.  Já nesta terça-feira, dia 25, todo os condomínios ficaram sem luz das 9h45m até às 11h15m.

Os apagões têm revelado a falta de preparo dos empregados e refletem com relevo o nível de competência e incompetência, interesse e desinteresse dos seus gestores, pois prédios de 16 andares e dois subsolos gritam por um sistema de energia de emergência baseado em geradores.

No apagão do dia 7, uma moradora do Saint Barth ficou 40 minutos presa, num calor quase insuportável e respiração precária. No desta terça-feira, como mecânicos da Atlas estavam trabalhando no condomínio, eles foram acionados imediatamente e abriram as portas em 4 blocos. No caso, em condições normais, pelas plantas dos blocos, todos os 33 elevadores ficam ligados 24 horas, de onde a expectativa de ter sempre gente fazendo uso dos mesmos.

Alguns condomínios já estão discutindo a instalação de geradores.  Estão nesse caso o Smart e o Excelence, conforme resposta de moradores à pesquisa que fizemos dia 7 através da página no Facebook do grupo Reais Amigos da Península. Nessa consulta, um morador do Atmosfera escreveu: "Não temos geradores, pois assim a Cyrela nos entregou. Semana passada por três noites seguidas estivemos sem energia devido a problemas no transformador, por falta de manutenção da Light".

Com essa instabilidade no fornecimento de energia, praticamente em todos os condomínios da Península que não contam com essas máquinas estão acontecendo movimentações para a instalação de geradores. E esse não é uma preocupação exclusiva dos moradores daqui, da Barra da Tijuca ou mesmo do Rio de Janeiro.

Segundo Victor Hugo Alves, da Porte Construtora de São Paulo, "foi na época do apagão, em 2001, que compradores e construtoras despertaram para a importância de um gerador de energia nos edifícios". Dez anos depois, segundo escreveu no jornal FOLHA DE SÃO PAULO, nenhum empreendimento de destinado à classe média deixa de incluir os geradores em seu projeto.

"Nesses casos, em geral são usados equipamentos que geram energia para as áreas comuns dos prédios, como luzes das escadas de emergência, portões da garagem, iluminação das áreas externas e elevador. No entanto, alguns condomínios oferecem abastecimento de energia em momentos de blecaute como diferencial de venda. A construtora Porte, por exemplo, assegura fornecimento de energia elétrica para a iluminação interna e algumas tomadas nas áreas privativas de todas as suas unidades à venda".

Edílson Rodrigues, responsável técnico do departamento de engenharia de aplicação da Agesp Engenharia Elétrica de São Paulo, aponta um custo bem abaixo dos que conhecemos aqui: "para as edificações prontas, a aquisição de geradores demanda um bom investimento com instalação, principalmente com fios de cobre, os quais respondem entre 70% e 80% deste custo. Um equipamento com potência de 150 Kva custa em torno de R$ 40 mil e demanda mais R$ 20 mil para a sua instalação. É importante também que o condomínio disponibilize um espaço físico fechado de 4 metros de comprimento por 3 metros de largura para abrigar o equipamento".

Em casos de apagão, os geradores podem manter uma autonomia de uso entre seis a 12 horas, dependendo da carga exigida pelos elevadores e bombas d’água. Nessas situações, Edílson Rodrigues lembra que é comum aos condomínios manter um elevador por bloco funcionando, duas bombas d’água e todo o sistema que envolve a portaria e a segurança, como portões, CFTV, alarmes, interfone e iluminação.
No apagão do dia 25, casal de idosos espera para subir no Saint
 Barth: ele, com 94 anos, é cardíaco. Ela tem 86.
Com edifícios de até 16 andares, os condomínios da Península deveriam ser obrigados por lei a entregar seus prédios com geradores. Por enquanto, alguns moradores do Saint Barth querem vasculhar documentos para saber o por que da diferença no tratamento diferenciado por parte da Cyrela, que só equipou o San Martin.

Em algumas cidades, essa obrigatoriedade existe, mas só para casos de edifícios com sistemas de segurança especial e pressurização. Em alguns casos, o condomínio já direciona os geradores para o atendimento dos itens obrigatórios.

Neste momento, vocês hão de concordar, nenhum condomínio que se preze pode abrir mão dos geradores. Esse é o tipo do equipamento que já não dá para não ter, considerando, inclusive, o perfil dos moradores da Península, onde é grande a presença de idosos. Mas é prudente correr atrás, para não pagar preços superfaturados por conta do clima de pânico que já se desenha e de informações e insinuações sobre uma grande crise no sistema de energia do país.

Veja entrevista gravada  com a síndica do Aquarela, Francine Segaloto, sobre a instalação do gerador

https://www.youtube.com/watch?v=fVoY3-jnczk&feature=youtu.be

15 comentários:

  1. O Condomínio Atmosfera está moscando. Até agora , nenhum projeto de Gerador. Uma vergonha.

    ResponderExcluir
  2. Do you mind if I quote a few of your articles as long as I provide credit and sources back to your weblog?

    My website is in the exact same area of interest as
    yours and my visitors would truly benefit from some
    of the information you present here. Please let me know if
    this okay with you. Thank you!

    Feel free to surf to my web blog; pcos diet plan

    ResponderExcluir
  3. Hi, I do think this is an excellent website.
    I stumbledupon it ;) I will come back yet again since I saved as a favorite it.
    Money and freedom is the greatest way to change, may you be rich and continue to guide other people.


    Here is my web page; PSN

    ResponderExcluir
  4. Good post. I certainly appreciate this website. Continue the good work!


    Review my site ... futures trading systems reviews

    ResponderExcluir
  5. The player is free, if he wants to go between two vertebra, to just go.
    Now you just upload your new video to multiple video hosting sites,
    your own web page or even other websites to
    promote your song. By adjusting your devices settings, you can disable
    in-app purchases.

    my page; hay day hack

    ResponderExcluir
  6. من المعروف ان تنظيف المنازل من بين اهم الخدمات الضرورية في التنظيف والترقية بمنازلنا الى مصاف المنازل العصرية والتي عرفت تنظيفا عصريا من شانه ان يوفر لساكنته ظروفا حياتية راقية ولابد من توفر هيئة تختص في المجال مع تقديم ضمانات متكاملة من شانه ان تجعل الافراد يضمنون نجاح خدمة التنظيف ولا حاجة للمزيد من ضياع الاموال عبر طلبات خدمة تنظيف المنازل التي لا تلبي حاجياتهم ولا تتماشى مع رغباتهم لأن العديد من شركات تنظيف المنازل تسعى فقط الى عرض خدماتها عبر طرق ترويجية فحسب من اجل كسب المال فقط دون مراعاة الوازع الاخلاقي والضمير المهني الذي يحتم على مدراء مثل هاته الشركات ان يسعوا خلف ارضاء العملاء ليس اكثر من هذا عبر اتقان تنظيف المنازل .
    شركة تنظيف بالرياض
    شركة كشف تسربات بالرياض
    شركة تسليك مجارى بالرياض
    شركة عزل خزانات بالرياض
    شركة تنظيف خزانات بالرياض
    شركة تنظيف مجالس بالرياض
    شركة نظافة عامة بالرياض

    ResponderExcluir

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics