quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Honda levado da garagem de condomínio mexe com os nervos de toda a Península

Quando o carro sobe a garagem e chega ao nível da rua um sensor abre o portão de saída automaticamente, sem que nenhum funcionário tenha tempo de interceptá-lo. Isto já está acontecendo nas portarias 1 e 3 do Saint Barth Club Residènce. Até o sábado de carnaval, a Portaria 2 será alcançada, dentro da mudança do sistema de acesso, a um custo bem salgado, que pretende modernizar e oferecer mais segurança às 330 famílias dos seus 5 blocos.

Com o novo modelo, o acesso deverá ser feito através de digitais previamente cadastradas na administração até 15 de março. As tags serão desativadas, esperando-se, assim, obter um controle maior de quem entra.  Já a saída excluiu todo e qualquer obstáculo a quem vem de carro das garagens subterrâneas.

Foi assim que um New Civic prata blindado foi levado de dentro da garagem do Saint Barth nos primeiros minutos da terça-feira, 10 de fevereiro, num roubo de carro que mexeu com os nervos de toda a Península e suscitou quase cem comentários na página dos "Reais Amigos" do facebook, onde a notícia foi postada pela vítima ao cair da tarde da terça-feira de calor enervante. 
"Vizinhos, atenção! Essa noite meu carro, um New Civic blindado, foi roubado de dentro da garagem subterrânea do meu condomínio - Saint Barth. Já conseguimos vê-lo sendo levado pelas câmeras por volta de 00:30. O condomínio está investigando a entrada e saída de um carro suspeito que saiu no mesmo momento que o nosso. Já fizemos o BO. Não posso descartar a possibilidade de ser algum empregado nosso que pode ter acesso a chave do carro. Mas não acreditamos, já que são pessoas de confiança. Mas o que quero dizer aqui é que desconfiem, não deixem chave de seus carros na roda, para brisa ou com porteiro etc. Meu carro estava trancado e a chave em casa, mas são tantas as possibilidades que nessa hora não sabemos no que pensar. A seguradora Schubb nos informou que está tendo uma onda de assaltos de carro em condomínios na Barra. O meu não foi o primeiro. Muito cuidado, muita atenção! Não estamos protegidos!! Estou cansada do discurso: ainda bem que foi só o carro, poderia ter sido pior. Juro, estou muito cansada. Desculpem o desabafo". 
Contatada por mim, através do Facebook, Amanda Bukahi informou a cor do seu Honda, mas disse não dispor de foto:  "Meu carro é prata, posso procurar foto mas acho que não tenho, infelizmente. Talvez a imagem das câmeras ... Estou mais propensa a achar que foi alguém conhecido, mas não posso afirmar.Ninguém  pode. Pode citar sim, espero que alerte todos sobre mais um perigo que ronda nossa vizinhança".

O Saint Barth tem uma nova empresa de segurança desde novembro. É a quarta no período de 3 anos. E votou uma cota extra em outubro de 2013 de R$ 1 milhão e 200 mil, dos quais metade foi usada na troca de aparelhos da Academia, que tinha apenas 4 anos, a idade da constituição do condomínio.  Outra parte foi destinada a ampliar o número de câmeras de segurança e alguns outros serviços. No final dos 10 meses, sobrava dinheiro da cota extra, algo inédito: R$ 365.443,73, segundo o balancete sintético de dezembro. Isto por que ela foi votada no sopapo sem conhecer previamente os orçamentos, conforme exigências legais.

Como na maioria dos condomínios da Barra (não só da Península) a segurança é a maior preocupação dos moradores. E já se gastou muito nessa rubrica no âmbito da Península sem que os moradores tenham percebido qualquer melhoria. Esse clima vai se agravar ainda mais depois desse  roubo do New Civic de dentro de uma garagem subterrânea de um condomínio que gasta em torno de R$ 100 mil mensais com a empresa de segurança, fora a manutenção do CFTV, escriturada em R$ 31.235,98 no balancete de dezembro.

Segurança seria o grande trunfo de um conjunto de condomínios de acessos controlados. Além disso, notícias como esse roubo acabam pesando negativamente na desvalorização dos imóveis, já tangenciada pela queda do mercado. Mas quem assume certas posições tem uma visão estreita e olhos exclusivamente para mais gastos.

Por suas formações precipitadas com participação de apenas parte dos futuros moradores, muitos condomínios entregaram-se a terceirizações de suas atividades fins. Uns bem intencionados, outros, infelizmente não, tratam grupamentos residenciais como se fossem prédios comerciais ou shoppings e entregam serviços como os de portaria e manutenção a empresas e seus empregados "rotativos", que são inteiramente estranhos à vida "caseira" dos moradores.

É corriqueiro você se dirigir a alguém da portaria e receber a resposta: "desculpe, este é meu primeiro dia aqui".

Nos contratos que representam o dobro do custo por administração direta do pessoal não há responsabilização pela qualidade ou pela ficha de cada um. Aos olhos dos moradores, estaríamos protegidos por pessoal de segurança treinado.  Quando assumiu no Saint Barth, a empresa atual vestiu seus homens de boinas e coturnos: eles pareciam policias militares.  Mas esses são profissionais remunerados como agentes de portaria, com a qualificação equivalente. Não foi à toa que dias depois da mudança, as boinas, os coturnos e  os uniformes "paramilitares" passaram a rarear.

O roubo do New Civic blindado está aí como um corpo de delito de um sistema que não vai melhorar com medidas cosméticas. Sorte que foi realizado com tal facilidade que não causou uma tragédia maior. Registre-se que só se ficou sabendo por que a vítima a divulgou numa página que é acessada por moradores de toda a Península.  O síndico do Saint Barth, Jorge Biásio, postou comentário na página da administração em resposta a alguns questionamentos: "Pessoal, isso é caso de policia e a administração esta tomando as providencia cabíveis. Aproveito para reiterar a importância do recadastramento dos moradores, funcionários, prestadores de serviço, automóveis, etc...."

No mesmo espaço, ele diz: "o sistema de biometria será completo, identificaremos a entrada e saída de pedestres e carros. Até o dia 15/03 tudo estará funcionando". Na verdade, as câmeras registraram a saída do carro roubado, mas aparentemente ele se valeu da abertura automática do portão.

16 comentários:

Este espaço é livre para seu comentário. Saiba usá-lo evitando palavras agressivas e ataques pessoais ou inconvenientes.

Web Analytics